Publicidade
Cotidiano
Notícias

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza termina na próxima semana no Amazonas

Imunização vai ser encerrada no Estado no dia 3 de junho, véspera de feriado, dois dias antes do fim da campanha no resto do País 27/05/2015 às 09:56
Show 1
Em Manaus foram disponibilizadas 400 mil doses da vacina para a campanha
acritica.com ---

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que foi prorrogada pelo Ministério da Saúde, será encerrada, no Amazonas, dois dias antes do resto do País. Portanto, quem faz parte dos grupos prioritários tem até o dia 3 de junho para procurar um dos postos de vacinação e se imunizar, alerta a Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

Os grupos definidos pelo Ministério da Saúde para receber a vacina são: as crianças a partir de 6 meses a menores de 5 anos; adultos a partir de 60 anos; gestantes; mulheres que tiveram filho recentemente (puérperas que estejam no período de até 45 dias de pós-parto); indígenas, trabalhadores da saúde, doentes crônicos e pessoas privadas de liberdade.

Os pacientes devem procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) para se vacinar. Além das UBSs, a vacina também está disponível nos Centros de Atenção Integral à Criança (CAICs) e Centro de Atenção Integral à Melhor Idade (CAIMIs), para atendimento das crianças e dos idosos. “Convocamos essas pessoas a buscarem a imunização, pois assim evitamos que a doença se manifeste de maneira agressiva nessas pessoas consideradas em alto risco como já ocorreu no passado”, ressaltou a chefe da Divisão de Imunização, Isabel Hernandes.

Sintomas

O vírus da influenza causa doença respiratória aguda, denominada influenza ou gripe, caracterizada clinicamente por febre alta, calafrios, cefaleia, mal-estar, mialgia e tosse seca. Conjuntivite, dor abdominal, náusea e vômitos são frequentes. Em crianças pequenas, o quadro clínico pode simular uma sepse. O mal-estar geral pode persistir por vários dias e até mesmo semanas. Podem ocorrer inflamações musculares e desenvolver uma dificuldade de andar.

Entre as complicações que podem ocorrer destacam-se a pneumonia, viral ou bacteriana, e a síndrome de Reye, que se caracteriza pela presença de encefalopatia grave, mais comumente observada em escolares, muitas vezes em associação com o uso de ácido acetilsalicílico (aspirina). As pessoas idosas e aquelas com doenças de base têm maior risco de complicações.

Doses disponíveis em 171 unidades

Em Manaus, a campanha de vacinação começou no dia 27 de abril. A meta era imunizar no mínimo 80% do público-alvo para o município, dentro de um universo total estimado em 356.916 pessoas. As 400 mil doses destinadas para o grupo prioritário continuarão disponíveis em 171 unidades de saúde no município.

Publicidade
Publicidade