Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
publicidade
show_SETEM.JPG
publicidade
publicidade

SETEMBRO AMARELO

Campanha propõe quebrar tabu e debater o suicídio como questão de saúde pública

Em Manaus, 37 casos foram registrados nos oito primeiros meses deste ano, pelo menos um caso a cada semana


03/09/2017 às 14:50

A cada 45 minutos, uma pessoa tira a própria vida no Brasil. Embora o assunto ainda seja encarado como tabu para muitos, é preciso quebrar o silêncio e tratar o problema também como uma questão de saúde pública. Isso porque, segundo especialistas, 90% dos suicídios podem ser evitados. Em Manaus, 37 casos foram registros nos últimos oito primeiros meses deste ano, uma média de pelo menos um caso a cada semana. 

Desde 2015, no Amazonas, é realizada campanha “Setembro Amarelo” que faz um alerta à população sobre os casos de suicídio. A campanha é realizada no Brasil e no mundo inteiro e tem como uma das principais propostas não só falar sobre o tema com a sociedade, mas  buscar alternativas para evitar os registros. 

Dados levantados pelo Núcleo de Apoio a Vida Manaus (Navima) junto à Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) mostram que, de janeiro a agosto deste ano, 37 pessoas colocaram um fim em suas histórias só na capital amazonense. De acordo com dados do Ministério da Saúde, Manaus é a 9ª capital com o maior número de suicídios no País.

A psicóloga Luziane Vitoriano, que faz parte da diretoria executiva do Navima, explicou que diversos fatores podem levar uma pessoa a tirar a própria vida. “Ninguém está preparado para falar sobre morte e há fatores que influenciam uma pessoa a desistir de viver. Isso pode estar relacionado a fatores sociais, econômicos ou mesmo transtornos mentais. Por isso é importante quebrar o silêncio e levar ajuda a essas pessoas”, explicou ela. 

Os especialistas também alertam para sinais que podem indicar ou identificar se uma pessoa está exposta ao risco de cometer suicídio. “Para o profissional de saúde ajudar ou a própria família é preciso estar atento a esses sinais. Geralmente, a pessoa tentou tirar a sua vida outras vezes, possui transtornos mentais ou mesmo está passando por um sofrimento, um conflito, que acredita que não consegue suportar sozinho. Essas pessoas precisam ser ouvidas”, destacou a psicóloga Aline Félix, que também faz parte do núcleo.

 Atendimento gratuito

 Como forma de oferecer apoio emocional, o Navima em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), entidade sem fins lucrativos que atua no Brasil há 55 anos, pretendem abrir um posto de atendimento físico em Manaus.

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Ele está presente em 18 estados além do Distrito Federal e faz o atendimento pelo telefone 141, pessoalmente ou via internet. 

Luziane Vitorian - Psicóloga

"Estamos conversando com as autoridades para trazer este serviço para Manaus porque percebemos a necessidade, já que muitas vezes as pessoas resistem em tocar nesse tipo de assunto. O Centro de Valorização da Vida não é uma clínica, mas tem uma abordagem humanista e gratuita para preservar vidas. Ele possui mais de 70 postos de atendimento em todo País e aqui na região Norte, o serviço já existe em Belém e está em fase de implementação em Boa Vista. Agora é a nossa vez de avançarmos e darmos mais este passo aqui em Manaus. As pessoas estão buscando ajuda, querem ser ouvidas, e esta é uma forma de contribuir. Os casos não acontecem só entre jovens, mas também entre os idosos e até crianças"

Teatro Amazonas recebe iluminação em alusão ao Setembro Amarelo

Durante todo o mês uma série de atividades referentes ao Setembro Amarelo serão realizadas em Manaus. Mas o lançamento oficial da campanha na capital acontecerá no próximo dia 10, no Largo São Sebastião, no Centro. Além de realizar abordagens, entregando folhetos e informações, o Teatro Amazonas também receberá uma iluminação amarela para chamar a atenção do público. 

A programação também tem apoio do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Defensoria Pública do Estado (DPE), Secretaria de Estado de Cultura (SEC) e outros. 

No dia 13, das 9h às 13h, acontece o II Simpósio de Prevenção ao Suicídio do Amazonas, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, no Parque Dez, na Zona Centro-Sul. No dia 17, também será realizada uma caminhada na Ponta Negra, na Zona Oeste, com a participação de defensores públicos, psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais e estudantes, que distribuirão material informativo sobre prevenção ao suicídio. 

Já no dia 22, na Universidade Paulista (Unip), o curso de Psicologia junto com o Navima promove a mesa redonda “Suicídio: uma questão para a contemporaneidade” , a partir das 18h30.

Casos de suicídios podem dobrar até 2020, segundo OMS

Segundo o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, o Amazonas possui dois municípios entre os dez com maior número de suicídios: São Gabriel da Cachoeira, que lidera o ranking, com taxa de 52,2, e São Paulo de Olivença está em terceiro lugar, com taxa de 36,7. Os dados são de 2012. Um levantamento feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014, também mostrou que  na faixa etária entre 15 e 29 anos, o suicídio é a segunda causa de morte entre os jovens.

A OMS verificou que a cada ano, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida no mundo, o que corresponde a uma taxa de mortalidade de 16 por 100 mil habitantes, o mesmo que uma morte a cada 40 segundos, número este que pode dobrar até 2020. 

Para o presidente da Associação Amazonense de Psiquiatria (AAP), Cléber Naief, a campanha é importante para chamar a atenção da população sobre a possibilidade de prevenção ao suicídio. Segundo a AAP, 97% das pessoas que se suicidam tem um diagnóstico psiquiátrico comprovado. 

Ainda conforme Naief, estima-se que pelo menos 90% dessas mortes poderiam ter sido evitadas caso as pessoas tivessem recebido a abordagem e o tratamento médico adequados.

publicidade
publicidade
Corpo de ex-presidente do Peru que deu um tiro na própria cabeça é velado em Lima
Presídio CDPM 2 recebe sensores sísmicos para prevenir fugas, diz Seap
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.