Publicidade
Cotidiano
LUTO NA MÚSICA

Cantor Melvino Júnior, da Jr. e Banda, é assassinado a tiros em Codajás

Músico estava na cidade para se apresentar na Festa do Açaí e foi morto quando chegava no hotel, na noite deste sábado 30/04/2017 às 06:46 - Atualizado em 30/04/2017 às 08:19
Show fullsizerender  5
Júnior aliava a profissão de músico com a de dentista e tinha o carisma como marca (Foto: Reprodução)
acritica.com Manaus (AM)

O cantor Melvino de Jesus Júnior, líder do grupo Júnior e Banda, foi assassinado na noite deste sábado, no município de Codajás, a 297km de Manaus.

Júnior estava na cidade para se apresentar com sua banda na Festa do Açaí, uma das mais tradicionais festas do interior do Estado. Conforme relatos de policiais, ele estava chegando no hotel quando foi baleado com pelo menos três tiros no peito.

O autor dos disparos, até o momento, não foi identificado. A reportagem apurou que um músico de uma outra banda presente no município, a SambaKiss, também foi atingido, mas passa bem e será removido para Manaus. 

Melvino de Jesus Júnior era um dos nomes mais conhecidos da música amazonense. Ex-aluno do Colégio Militar de Manaus, ele logo começou a fazer sucesso como cantor e integrou a banda Os Embaixadores, uma das mais antigas e tradicionais do Estado.

Ao sair da banda, ele montou seu próprio grupo e manteve seu sucesso interpretando canções de axé e swingueira aliadas à sua característica presença de palco. Júnior era um verdadeiro showman e, por isso,  era sempre um dos nomes mais requisitados no período carnavalesco em Manaus.  

Por conta de todo esse carisma, Júnior também era figura conhecida nas principais festas do interior do Estado, tendo viajado, ao longo dos anos, pela maioria dos municípios amazonenses. 

Além de cantor, Júnior também exercia a profissão de dentista e era casado.

A esposa do cantor foi a Codajás para os procedimentos de reconhecimento e liberação do corpo e o velório deve acontecer nesta segunda-feira, em Manaus. 

Publicidade
Publicidade