Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
carauari1.JPG
publicidade
publicidade

ENCHENTE

Carauari entra na lista das cidades onde foi decretado Estado de Emergência pela cheia

Cidade é a quinta a decretar “Situação de Emergência” por conta da enchente; município passa a integrar o cronograma de atendimento humanitário da Defesa Civil do Amazonas, informou o órgão estadual


10/04/2017 às 19:11

O Município de Carauari, localizado na calha do Juruá (à 789 quilômetros de Manaus) é o quinto a decretar “Situação de Emergência” por conta da enchente. A cidade agora faz parte do cronograma de atendimento humanitário da Defesa Civil do Amazonas, informou o órgão estadual.

“Só neste município são 3.065 famílias afetadas. A Defesa Civil de Carauari já começou a distribuição de kits de madeira para elevar o piso das casas e o Governo do Estado vai entrar com ajuda humanitária para garantir a saúde e segurança alimentar das comunidades, assim como já está executando nos demais municípios em Emergência na calha do Juruá”, enfatizou o Secretário Adjunto da Defesa Civil do Amazonas, Hermógenes Rabelo.

Alerta
A cidade entrou em “Situação de Alerta” no mês de janeiro, quando os sete municípios que compõem a calha do Juruá, receberam as informações do Centro de Monitoramento e Alerta (CEMOA), da Defesa Civil do Amazonas, sobre a evolução do desastre.

No balanço da enchente divulgado no início da tarde de ontem, além de Carauari encontravam-se em situação de emergência os municípios de Guajará, Ipixuna,Eirunepé e Itamarati, todos da calha do Juruá. Um total de 9.035 famílias foram afetadas.

A Defesa Civil do Amazonas informou que estão atualmente em situação de alerta as cidades de Juruá (calha do Juruá), Envira(Juruá), Tabatinga (Solimões), Benjamin Constant (Solimões), São Paulo de Olivença (Solimões), Amaturá (Solimões), Santo Antônio do Iça (Solimões), Tonantins (Solimões), Atalaia do Norte (Solimões), Parintins (calha do Baixo Amazonas) e Barreirinha, São Sebastião do Uatumã, Nhamundá, Urucará, Boa Vista do Ramos e Maués (todos esses últimos da calha do Baixo Amazonas).
Em situação de atenção estão  Coari (calha do Médio Solimões), Fonte Boa (calha do Médio Solimões), Uarini (calha do Médio Solimões), Alvarães (calha do Médio Solimões), Tefé (calha do Médio Solimões), Jutaí (calha do Médio Solimões), Codajás (calha do Médio Solimões), Manacapuru (calha do Médio Solimões), Iranduba (calha do Médio Solimões), Anori (calha do Médio Solimões), Anamã (calha do Médio Solimões), Caapiranga (calha do Médio Solimões, Manaquiri (calha do Médio Solimões), Itacoatiara (calha do Médio Amazonas), Autazes (calha do Médio Amazonas), Silves (calha do Médio Amazonas), Itapiranga (calha do Médio Amazonas) e o Município de Urucurituba (calha do Médio Amazonas).
Deslizamento de terras

Além da situação descrita anteriormente, a Defesa Civil divulgou que em duas cidades foram registradas situações de deslizamento de terra: Manacapuru (calha do Baixo Solimões, com duas pessoas atendidas) e Tefé (calha do Médio Solimões, com 121 famílias afetadas). "Só neste município são 3.065 famílias afetadas. A Defesa Civil de Carauari já começou a distribuição de kits de madeira", Hermógenes Rabelo, secretário adjunto de Defesa Civil do Amazonas.

27m73 - Era o nível do rio Negro na última segunda (10), segundo o site do Porto de Manaus, crescendo 3cm em relação a domingo. A taxa máxima foi registrada em 29 de maio de 2012: 29m97.

publicidade
publicidade
Projeto de judô em Carauari faz três anos e acumula vitórias dentro e fora do tatame
Doze prefeituras do interior do Amazonas devem R$ 1,2 milhão à Cosama
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.