Publicidade
Cotidiano
POLÍTICA

Carlos Souza assume vaga de Bisneto na Câmara e se diz aliado de Michel Temer

Deputado federal defende as reformas propostas pelo presidente como a única forma do Brasil sair da crise 12/09/2017 às 21:48 - Atualizado em 12/09/2017 às 21:51
Show show carlos souza
(Foto: Reprodução/Internet)
Tiago Melo Manaus (AM)

Reprovado nas urnas na eleição de 2014, Carlos Souza (PSD) assumiu, na noite desta terça-feira (12), a cadeira na Câmara dos Deputados deixada por Artur Bisneto (PSDB), que agora é secretário da Casa Civil na Prefeitura de Manaus.

Para ele, o Brasil não conseguirá sair da crise se não for com as reformas - política, trabalhista e da previdência - propostas pelo presidente Michel Temer, que ele considera um aliado.

"Apesar dos pesares, sou a favor de que estas reformas precisam ser votadas na Casa. Infelizmente, essas reformas atingem diretamente ao eleitor brasileiro, que mais uma vez vai ao sacrifício", comentou o deputado.

Somando 12 anos de Câmara, Souza lembrou que em 2014 deixou o mandato de deputado federal sendo o 11° parlamentar mais bem avaliado da Casa. "Geralmente gosto de votar pela minha coerência, por aquilo que eu entendo como o que é bom para o Brasil e o Amazonas", afirmou.

De acordo com ele, tais reformas são movimentos arriscados que dificilmente um político toma. "Temer só está fazendo isso porque não tem mais popularidade a perder. Mas se não fizermos essas reformas, os meus netos, por exemplo, não terão aposentadoria", afirmou ele.

Carlos Souza, que foi deputado federal por três mandatos (2003-2014), ficando afastado do cargo de 2008 a 2010 para assumir como vice-prefeito de Manaus, conta que tentará manter o trabalho que já vinha realizando nos mandatos anteriores.

"Agora que estou de volta à Câmara, estamos já desengavetando todos os projetos, PECs e indicativos para dar continuidade a e eles. Alguns já estão prestes a irem para o Plenário para serem votados", concluiu ele.

Publicidade
Publicidade