Sábado, 24 de Agosto de 2019
Notícias

Caso biométrico: TRE descarta fraude na duplicidade de 19 títulos no Amazonas

Presidente da corte explicou que os títulos de eleitor duplicados nos municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM), onde o sistema biométrico foi implantado, serão cancelados



1.gif A presidente do TRE, Socorro Guedes, e o vice-presidente da corte, Mauro Bessa, informaram que a duplicidade ocorreu no momento do cadastro biométrico
04/10/2014 às 11:58

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) constatou 19 casos no Amazonas com duplicidade de título eleitoral. O problema ocorreu em sete cidades da Região Metropolitana de Manaus (RMM), onde o sistema de cadastro biométrico foi implantado.

Em coletiva à imprensa, a presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargadora Socorro Guedes, descartou indícios de fraudes. Ela ressaltou que a situação foi causada por irregularidades durante o procedimento de cadastramento biométrico.

A magistrada ressaltou que o problema será solucionado sem prejuízos à eleição no Estado e que não houve casos de eleitores com mais de dois cadastros. “A duplicidade é um equívoco gerado na hora do cadastro pelo servidor. Isso não trará problema para o eleitor. Ele (eleitor) nem vai tomar conhecimento de que tinha dois títulos eleitorais. A medida tomada será que o segundo título será cancelado, no mais o eleitor poderá votar no dia 5”, explicou.

Normalidade

O desembargador João Mauro Bessa, vice-presidente do TRE-AM, reiterou as considerações de Guedes, ressaltando que esse tipo de situação sempre aconteceu, inclusive no sistema convencional e o TSE consegue identificar e corrigir. “Se o eleitor ficasse com dois títulos, ele não iria votar. É um procedimento normal que não se configura necessariamente em casos de fraudes, mas de situações irregulares decorrente de erros na coleta da biometria, muitas vezes devido à baixa qualidade das impressões digitais coletadas”, disse o desembargador.

Socorro Guedes disse ainda que a população deve ficar tranquila quando à correção da falha. “Cada caso foi analisado e as seções onde os eleitores são cadastrados já foram informados”, comentou. Em todo o País, 2.529 eleitores foram identificados com duplicidade digital.

Casos

A desembargadora Socorro Guedes informou ainda que os 19 casos registrados no Amazonas representam 0,0001% do total de 177 mil eleitores cadastrados no sistema de biometria no Estado.

O TRE-AM, por meio de sua assessoria, informou que as 808 urnas de votação biométrica já estão nos sete municípios da RMM, onde a votação com registro de digital dos eleitores irá acontecer.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.