Publicidade
Cotidiano
Notícias

CGU abre processo para investigar mais 10 empresas denunciadas por corrupção dentro da Petrobras

Serão investigadas três empresas Odebrecht, Alumni Engenharia, GDK, Promon Engenharia, Andrade Gutierrez, Fidens Engenharia, Sanko Sider e SOG Óleo e Gás 11/03/2015 às 11:22
Show 1
Sede da Controladoria Geral da União
Roberto Samora (Reuters) São Paulo

A Controladoria-Geral da União determinou nesta quarta-feira (11) a abertura de processos administrativos de responsabilização contra mais dez empresas envolvidas em denúncias levantadas pelas investigações da operação Lava Jato, que investiga corrupção em licitações de obras da Petrobras.

A CGU afirmou que abriu abre processos contra a Odebrecht, Odebrecht Óleo e Gás, Odebrecht Ambiental, Alumni Engenharia, GDK, Promon Engenharia, Andrade Gutierrez, Fidens Engenharia, Sanko Sider e SOG Óleo e Gás.

As empresas serão notificadas nos próximos dias, disse a CGU em nota nesta quarta-feira (11). “Caso sejam responsabilizadas, o resultado poderá acarretar impedimento de celebrar novos contratos, aplicação de multas ou, se for o caso, outras penalidades cabíveis”, afirmou a CGU.

O órgão de defesa do patrimônio público e combate à corrupção do governo federal afirmou ainda que há possibilidade de novos processos serem abertos contra outras empresas.

No início de dezembro, a CGU já havia instaurado processos administrativos de responsabilização contra oito empresas envolvidas na Operação Lava Jato: Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, Iesa, Mendes Junior, OAS, Queiroz Galvão e UTC-Constran.

Publicidade
Publicidade