Sábado, 26 de Setembro de 2020
tecnologia

China acusa EUA de 'abuso' pelas novas medidas contra a Huawei

As tensões já estavam elevadas entre as duas potências. Os Estados Unidos afirmam que empresas chinesas espionam para Pequim, o que o governo chinês e as empresas negam



224a319eef06a68de68adaf5e7f9a333f66f6666-1_1AD77FCA-0A88-49AA-BEAC-2F749F60D721.jpg Foto: Divulgação
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
18/08/2020 às 20:46

A China atacou, nesta terça-feira (18), as novas sanções dos Estados Unidos contra a gigante das telecomunicações Huawei, acusando Washington de aplicar "abuso de poder nacional" para bloquear o avanço das empresas chinesas. 

Em um comunicado, o Departamento do Comércio proibiu 38 parceiros da Huawei de comprar chips para computadores fabricados nos Estados Unidos e outros insumos tecnológicos. 



As tensões já estavam elevadas entre as duas potências. Os Estados Unidos afirmam que empresas chinesas espionam para Pequim, o que o governo chinês e as empresas negam. 

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Zhao Lijian, afirmou hoje que não há evidências de que os produtos da Huawei tenham brechas de segurança ou 'porta dos fundos'. As sanções vão contra "os princípios de mercado e concorrência leal que Estados Unidos sempre promoveu", acrescentou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.