Publicidade
Cotidiano
Notícias

Chuva ajuda bombeiros a combaterem incêndios na região do rio Apuaú, em Anavilhanas

O fogo vinha sendo combatido há vários dias por comunitários e brigadistas de Novo Airão, mas desde segunda 22 bombeiros de Manaus foram enviados aos locais 04/02/2016 às 14:43
Show 1
Vinte e dois bombeiros de Manaus foram enviados ao local para ajuda no combate ao incêndio
VINICIUS LEAL Manaus

O Corpo de Bombeiros do Amazonas conseguiu controlar dois incêndios que destruíam uma região de floresta no rio Apuaú, dentro do Parque Nacional de Anavilhanas, no trecho entre os municípios de Manaus e Novo Arião. A chuva ajudou no trabalho de combate ao fogo.

O fogo vinha sendo combatido há vários dias por comunitários e brigadistas de Novo Airão, mas desde segunda-feira (1º) 22 bombeiros de Manaus foram enviados aos locais e ajudaram para controlar as chamas. Apesar desse incêndio ter sido apagado, outros atingem regiões de mata próximas.

Segundo o tenente Janderson Lopes, mais 13 focos de incêndio vêm sendo combatidos. O trabalho é compartilhado junto com brigadistas locais, a Defesa Civil de Novo Airão, as secretarias municipais e Estadual de Meio Ambiente e agentes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

“Eram 14 focos de incêndio, e essa do Apuaú foi controlado”, comentou o tenente Janderson Lopes. “Nesses locais começaram segunda-feira, mas já estavam trabalhando há 15 dias. Precisaram do nosso apoio e começou uma ação conjunta”, disse.

O tamanho da área atingida pelo fogo não foi estimada, mas conforme o Corpo de Bombeiros são nove regiões atingidas até o momento: Aturiá, Curidiqui, Santo Elias, Arião Velho, Rio Jaú, Carabinani, Seringalzinho, Forno e Cutia, além do rio Apuaú.


“Temos três comunidades com prioridade, pois todos estão nos arredores dos mesmos. Graças a Deus choveu muito aqui e contribuiu com o trabalho de todos. No rio Unini não choveu nada”, contou o coordenador da Defesa Civil de Novo Airão, Márcio Cavalcante.

Ao todo, 60 pessoas vêm trabalhando no comabte ao fogo, incluindo os 22 bombeiros e 40 brigadistas. “Não temos bombeiros em Novo Airão, mas brigadistas formados ano passado e coordenados pela Defesa Civil”, explicou o tenente Janderson Lopes.

Parque Nacional do Jaú

Há 15 dias, um incêndio de grandes proporções atingiu uma área do Parque Nacional do Jaú, que é uma das maiores reservas florestais do país. Há porém diversos outros focos. No Rio Unini, existem focos nas comunidades do Patauá, Floresta e Vista Alegre.

A ausência de chuvas, normal para este período do ano, tem feito com que os rios continuem a secar dentro dessas áreas, o que dificulta a logística, além de deixar a vegetação mais propicia para a propagação das queimadas.

Publicidade
Publicidade