Terça-feira, 18 de Maio de 2021
Chuvas acima da média

Chuvas acima da média também serão registradas no mês de janeiro no Amazonas

A previsão para o mês é de uma incidência de 300 milímetros de chuva



show_chuva_77EEAE69-A6A5-41A6-B03B-2E196C27870A.jpeg Foto: Arquivo A CRÍTICA
11/12/2020 às 09:40

O período de chuvas intensas na capital amazonense já começou. Só o início do mês de dezembro, considerado como o ponto alto do inverno amazônico, já registrou quase a metade do que era esperado pelos especialistas.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), do dia 1º de dezembro até a última quinta-feira (10) já choveu 127,1 milímetros, quase a metade do que foi previsto: 300 milímetros. Ainda segundo dados do Inmet, a incidência de chuvas deve ser igual ou maior no começo de 2021.



“Especificamente no mês de janeiro de 2021, a previsão também é acima de 300 milímetros", afirmou o meteorologista Flávio Natal, do 1º  Distrito de Meteorologia do Inmet localizado em Manaus.

Segundo o especialista, a incidência de chuvas é devido o fenômeno La Niña. "Espera-se para 2020/2021 um episódio de la Niña no Pacífico. Os modelos climáticos estão reportando a possibilidade de um episódio de la Niña com intensidade de moderada a forte. Como sabemos, estes episódios tendem a elevar o volume de chuvas dentro do nosso período chuvoso e portanto, desde já, esperamos uma estação muito chuvosa com volume de chuva de igual a acima dos volume registrado na última estação chuvosa", destacou o meteorologista.

Problemas

Nos último três dias, as fortes chuvas que assolaram a capital amazonense também ocasionaram vários problemas aos moradores de diversas zonas de Manaus. Ao todo, 14 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil do Município até a última quinta-feira (10).

Na segunda-feira (7), o órgão registrou treze ocorrências devido à chuva, sendo sete deslizamentos de barranco nos bairros  Nova Conquista, Jorge Teixeira e Cidade de Deus; três muros com risco de desabamento nos bairros São Francisco, Ponta Negra e Jorge Teixeira 2; dois desabamentos de casas de alvenaria nos bairros Cidade de Deus e Compensa 2; uma alagação no Colônia Terra Nova; rachaduras no Gilberto Mestrinho e um surgimento de cratera no Nova Esperança.

Já na tarde de quarta-feira (9), a Defesa Civil de Manaus também registrou um deslizamento de barranco localizado na rua da Esperança, n. 115, bairro Riacho Doce 3. O órgão também informou que de acordo com o pluviômetro, até esta quarta foi registrado uma média de 50 milímetros de precipitação de chuvas.

Centrais indisponíveis

A Prefeitura de Manaus, por meio da Casa Militar, informa que a Central de Emergência 199, da Defesa Civil, e 153, da Guarda Municipal, seguem inoperantes. A operadora responsável já foi acionada para as providências cabíveis. Em caso de ocorrências, a população pode entrar em contato pelo telefone (92) 98855-2249.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.