Quinta-feira, 04 de Março de 2021
ENGENHARIA GENÉTICA

Cirurgião dentista 'desmistifica' medos e inseguranças sobre implante dentário

Implantar um dente nos dias atuais está longe de ser complicado, graças as tecnologias de última geração



f86564f5-8813-442c-96d6-331c71711a4f_5D40A37A-7091-41F1-893C-18B90220267B.jpg Foto: Divulgação
22/01/2021 às 10:40

O implante dentário é um dos procedimentos odontológicos mais temidos entre os pacientes e que geram dúvidas para quem deseja ter uma boca saudável e o sorriso perfeito. Muitos acham até que o processo de cicatrização é bastante demorado, mas implantar um dente nos dias atuais está longe de ser complicado, graças as tecnologias de última geração na área da saúde bucal. O cirurgião dentista Flávio Fayad destaca que um exemplo dessa modernização é o uso da membrana L-PRF. 

“O L-PRF (fibrina rica em plaquetas e leucócitos) é um avanço da engenharia genética que veio somar grandes melhorias nas cirurgias odontológicas de implantes, reconstituição óssea e gengival, extrações, cirurgias de remoção de cistos, de tumores da cavidade bucal, da mucosa ou do osso e das sequelas pós traumas. Esse material é obtido do próprio sangue do paciente, através de uma coleta tradicional momentos antes da cirurgia, processado e trabalhado de forma adequada para ser utilizado como um bioestimulador (material que estimula o organismo sendo do tecido mole (mucosa) ou tecido duro (osso)”, explica Fayad que tem doutorado em Implantodontia, pela Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic de Campinas (SP). 



Membrana L-PRF 

A Membrana L-PRF é um novo tipo de enxerto usado nas cirurgias de implantes. O professor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) explica que essa peculiaridade do bioestimulador se deve a liberação de fatores de crescimento associado as plaquetas com leucócitos por um período entre 07 a 14 dias; acelerando o processo de reparo tecidual do paciente e adiantando a finalização e melhora dos resultados almejados. “Assim, esta metodologia de trabalho veio associar uma melhora substancial na previsibilidade dos resultados e sendo um fator adicional na regeneração dos tecidos moles e tecido ósseo da cavidade bucal e face, melhorando assim a qualidade de vida dos pacientes.” explicou.  

A cirurgia ortognática e implantes 

A cirurgia ortognática é uma técnica utilizada para corrigir alterações de crescimento dos maxilares, conhecidas como anomalias dentofaciais, as quais podem originar distúrbios da mordida, articulações e respiração, e também repercutir na estética facial. É um procedimento estético-funcional capaz de restaurar a harmonia facial e a função mastigatória. 

O servido da Petrobras Stênio Nascimento, 46, vai fazer a cirurgia de implantes. "Fiz recentemente a cirurgia ortognática para colocação de implantes com o dr. Flávio Fayad  médico renomado e minha recuperação foi excelente. Agora estou na fase de preparação para colocar meu implante dentário, estou confiante no trabalho dele.”  disse o paciente que passou por um escaneamento digital para o planejamento cirúrgico. 

Flávio Fayad 

É doutor em Implantodontia. Mestre e especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial. Cirurgião  Bucomaxilofacial com 25 anos de experiência na Odontologia, com cursos de Pós Graduação, no Brasil e no exterior, em Cirurgias Periodontais, Disfunções Temporomandibulares, Ortodontia, Harmonização Oro Facial e Estética Dental e professor universitário orientador de linhas de pesquisas. Ministra cursos nacionais e internacionais nas referidas áreas e tem produção científica vasta com artigos publicados em revistas especializadas, nacionais e mundiais e capítulos de livros escritos.  

Flávio Fayad  Cirurgia Bucomaxilofacial & Implante  

Instagram: @drflaviofayadbucomaxilofacial

Contato: (92) 99218-2868

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.