Publicidade
Cotidiano
Notícias

CNJ vai conhecer os serviços prestados pela Justiça no Amazonas nesta sexta-feira (19)

Conselho Nacional de Justiça participa de uma audiência pública em Manaus conhecer a qualidade dos serviços judiciais prestados nas cortes estadual, eleitoral, trabalhista e federal no Estado 18/06/2015 às 20:36
Show 1
Audiência vai ouvir sobre a prestação jurisdicional das cortes estadual, eleitoral, trabalhista e federal
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

A Ouvidoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) participa nesta sexta-feira (19) de uma audiência pública no Amazonas para conhecer a qualidade dos serviços judiciais prestados nas cortes estadual, eleitoral, trabalhista e federal no Estado.

O objetivo do encontro é conhecer os principais problemas enfrentados por advogados e jurisdicionados nos fóruns, varas e demais unidades judiciais. A audiência pública Advocacia e Acesso à Justiça ocorrerá no auditório da sede da OAB-AM, a partir das 8 horas. A sede da OAB-AM fica localizada na avenida Umberto Calderaro Filho, 2000, no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Sede da OAB em Manaus

“Queremos compreender melhor a natureza dos problemas enfrentados pelos jurisdicionados, no sentido de construir soluções em parceria com os tribunais. A Ouvidoria do CNJ não pode se conformar com uma posição de passividade, esperando que as reclamações cheguem até ela. É preciso conhecer mais a fundo as realidades locais”, explicou o conselheiro Fabiano Silveira, ouvidor do CNJ, que representará o órgão no evento.

Também foram convidados a desembargadora Ormy da Conceição Dias Bentes (TRT-AM), o desembargador João Mauro Bessa (TRE-AM e TJ-AM) e desembargador Jorge Lins (TJ-AM).

Essa é a primeira audiência pública voltada para este fim. Segundo o conselheiro-ouvidor, outros encontros, em outros estados, ocorrerão com o mesmo objetivo.

A Ouvidoria do CNJ é um canal direto de comunicação entre a instituição e o cidadão, seja para tirar dúvidas, fazer sugestões ou reclamar sobre as mais diversas questões relacionadas a tribunais, processos e órgãos do Judiciário. Ela funciona na sede do órgão, em Brasília, e atende a população por telefone, por meio de correspondência ou formulário eletrônico. Qualquer cidadão pode entrar em contato com a Ouvidoria do CNJ. Por ano, chegam ao CNJ quase 20 mil reclamações, dúvidas e pedidos de informação ao órgão, que visa aperfeiçoar o trabalho do Judiciário brasileiro.

Quase metade do que chega – mais precisamente 48% – diz respeito à lentidão no andamento dos processos que tramitam no Judiciário nacional.

CNJ

Criado em 2004, sob a resistência de associações de classe dos magistrados e com o apelo de ser o controle do único Poder que não passa pelo crivo do voto popular, o Conselho Nacional Justiça é responsável pelo controle externo da Justiça e deve zelar pela transparência administrativa e processual, assim como pela autonomia do Judiciário. Também é função do conselho receber reclamações contra magistrados, apurar as denúncias e punir.

Serviço

#Como chegar a audiência:

A sede da OAB-AM fica localizada na avenida Umberto Calderaro Filho, 2000, no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul de Manaus.


#Como entrar em contato com o CNJ: 

Formulário eletrônico 

Telefones: (61) 2326-4607 / 2326-4608

Endereço para correspondência e atendimento presencial:

Ouvidoria do Conselho Nacional de Justiça – SEPN 514, bloco B, lote 7, sala 11 – Brasília/DF – CEP 70760-542

*Com informações da Agência CNJ de Notícias

Publicidade
Publicidade