Sábado, 04 de Abril de 2020
POSSÍVEL RECORDE

Com 18 graus, Antártica registra temperatura mais alta em 37 anos

Cientistas acreditam que o aquecimento global está causando tanto derretimento de geleiras. O recorde da região da Antártida como um todo foi de 19,8ºC em janeiro de 1982.



041_7036DD77-3D48-4CF8-890E-6B69BAC74A8E.jpg Foto: Tiago Rodrigos
08/02/2020 às 09:47

Uma base de pesquisa da Antártida registrou a maior temperatura da história do continente em meio às preocupações a respeito do aquecimento global, que causou um aumento do derretimento das camadas de gelo no Polo Sul.

A base de Esperanza, localizada no extremo norte da Península Antártica, registrou a temperatura de 18,3 graus Celsius, a maior já assinalada, disse a Organização Meteorológica Mundial (OMM) nessa sexta-feira.

“(Esta) não é uma cifra que você associaria normalmente com a Antártida, nem no verão. Isso bate o recorde anterior de 17,5ºC, que foi estabelecido em 2015”, disse a porta-voz da OMM, Clare Nullis, aos repórteres em Genebra.



“A Península Antártica... está entre as regiões do planeta que esquentam mais rápido. Ouvimos muito sobre o Ártico, mas esta parte particular da Península Antártica está esquentando muito rápido.”

A temperatura foi registrada na base argentina na quinta-feira.

Cientistas acreditam que o aquecimento global está causando tanto derretimento no Polo Sul que a camada de gelo gigantesca está a caminho de se desintegrar – o que eventualmente provocaria uma elevação do nível global do mar de ao menos três metros ao longo dos séculos.

Um comitê da OMM verificará se a temperatura assinalada pelo serviço nacional meteorológico da Argentina é um novo recorde para o continente da Antártida. O recorde da região da Antártida como um todo foi de 19,8ºC em janeiro de 1982.


 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.