Publicidade
Cotidiano
Notícias

Com 180 mil votos, Marcelo Ramos diz que não fará campanha para candidatos no 2° turno

O deputado fez a declaração na primeira sessão plenária da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) depois do pleito de domingo, no qual obteve quase 180 mil votos, fato que foi mencionado por ele em seu discurso 07/10/2014 às 16:59
Show 1
Parlamentar volta hoje à Aleam depois de sua licença para concorrer ao Governo do Estado
acritica.com Manaus (AM)

O deputado estadual Marcelo Ramos (PSB), candidato que ficou em terceiro lugar na disputa pelo governo do Amazonas no pleito do último domingo (5), disse, na manhã desta terça-feira (7), que não subirá no palanque de nenhum dos candidatos que disputam o segundo turno das eleições no Amazonas e adiantou que será oposição a quem for eleito Governador.

A declaração foi feita durante o pequeno expediente, na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM). Ramos assegurou, no entanto, que não considera a possibilidade de votar nulo ou em branco, mas que decidirá se manifestará publicamente em quem votará.

“Não farei campanha e não irei às ruas. Estou discutindo com as pessoas que me ajudaram nessa caminhada, se irei ou não declarar (publicamente) meu voto”, garantiu, completando que aguardará ainda a decisão da direção nacional do partido (PSB), que reunirá nesta quarta-feira (8), para definir o posicionamento, no segundo turno, no Brasil, e confirmou que espera também a decisão de Marina Silva (PSB/Rede Sustentabilidade).

O deputado fez a declaração na primeira sessão plenária da Assembleia depois do pleito de domingo, no qual obteve quase 180 mil votos, fato que foi mencionado por ele em seu discurso. Ele, no entanto, foi cauteloso e disse estar esperando outras decisões para tomar a sua.

Ramos também lembrou que  alcançou o maior número de votos que uma candidatura independente teve até hoje no Amazonas e citou que hoje prefeito Arthur Neto, quando foi candidato,  teve 6% dos votos e o vice-prefeito e deputado federal eleito, Hissa Abrahão obteve um pouco mais de 100 mil votos, tendo cinco minutos de televisão.

“Conseguimos com apenas um minuto e quarenta e dois segundos, com dificuldades financeiras, logísticas e políticas tocar o coração e mente dos amazonenses. Não há dúvida que essa candidatura mostrou um novo caminho pautado na transparência”, disse.

*Confira imagens do primeiro dia na Aleam após as eleições aqui

Publicidade
Publicidade