Publicidade
Cotidiano
RETORNO

Com AM pioneiro, INSS Digital é lançado; PrevBarco volta aos rios

INSS Digital dispensa o cidadão de comparecer "apenas" às agências da Previdência Social para requerer benefícios. Com a nova iniciativa, as prefeituras ou associações vão montar postos para receber a demanda 19/05/2017 às 12:10
Show inss
Implantação no Amazonas foi anunciada pelo diretor de Atendimento do INSS, Jobson Sales (Foto: Márcio Silva)
Paulo André Nunes Manaus (AM)

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Manaus apresentou na manhã desta sexta-feira (19) o programa INSS Digital e a assinatura do contrato para o retorno do PrevBarcos aos rios do Amazonas. O evento aconteceu no Caesar Business Hotel, bairro Chapada, Zona Centro-Sul de Manaus.

Considerado o novo marco do atendimento do órgão no País, o INSS Digital está sendo implantado pioneiramente no Amazonas, destacou o diretor de Atendimento do INSS, Jobson Sales, que representou a diretoria nacional da Previdência.

O INSS Digital dispensa o cidadão de comparecer "apenas" às agências da Previdência Social para requerer benefícios. Com a nova iniciativa, as prefeituras ou associações que aderirem ao programa vão montar postos para receber a demanda de pedidos de aposentadoria ou qualquer outro serviço previdenciário.

A meta é que todos os 62 municípios do Amazonas fiquem cobertos com o atendimento do INSS Digital gradativamente, informou

o gerente-executivo do INSS em Manaus, Clizares Santana. "Espero que dentro de dois ou três meses todos os municípios já tenham assinado o protocolo de intenções visando ao programa", acrescentou ele, sem estipular prazos para o início do programa no Estado.

Para solidificar o apoio das cidades interioranas, durante o evento foi assinado um Protocolo de Intenções com todas as prefeituras do interior do estado, através da Associação Amazonense de Municípios (AAM).

Outra novidade anunciada pelo INSS é o retorno do PrevBarco, projeto que foi iniciado em 2001 e que estava inativo no Amazonas desde o fim de 2014. De volta ao Estado, o projeto levará os serviços da Previdência Social aos cidadãos que habitam às margens dos rios amazônicos, em localidades onde não há acesso a uma agência fixa da Previdência Social.

"Vamos contar novamente com o PrevBarco e levá-lo para todas as calhas dos rios amazônicos", afirmou Clizares.

Publicidade
Publicidade