Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
Notícias

Combata o Aedes aegypti: Rede Calderaro de Comunicação lança campanha contra o mosquito

Com apoio dos amazonenses José Aldo e Ronaldo “Jacaré”, a ação começa hoje com objetivo de conscientizar sobre o combate ao transmissor da dengue, chikungunya e Zika



1.jpg “Chega de Zika! Combata o mosquito” é o nome da campanha
27/02/2016 às 14:41

Referências no combates do UFC, os amazonenses José Aldo e Ronaldo “Jacaré”, estão prontos para um dos maiores duelos de suas vidas. Desta vez, no entanto, a luta será bem longe do octógono: os dois foram escalados para estrelar a campanha “Chega de Zika! Combata o mosquito”, promovida pela Rede Calderaro de Comunicação (RCC).

A ação tem início hoje, com a proposta de conscientizar as pessoas da importância de combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus da Zika.

Segundo a diretora de marketing corporativo da RCC, Paula Vieira, a intenção da campanha, que pretende mobilizar de forma especial todos os segmentos de comunicação da rede, é que “as pessoas recebam informações sobre a prevenção ao Aedes, através dos programas e inserções voltados à temática, e das matérias com dicas de especialistas sobre os sintomas e de como evitar a doença”.

Coordenadora do projeto, Paula destaca que no decorrer da semana os programas televisivos “Manhã no Ar”, “Alô Amazonas”, “Magazine”, e “A CRÍTICA na TV”, terão na programação reportagens com especialistas e informações para evitar a disseminação do Zika. Na mesma percepção, as rádios A CRÍTICA FM e Jovem Pan, tratarão da questão com informações frequentes. Por sua vez, no dia 5 de março, o Manaus Hoje, também se insere na campanha com um caderno especial para que o leitor reflita sobre os riscos trazidos pelo mosquito, seus sintomas, prevenção e os novos meios para combater a infecção da doença.

Neste viés, entra em cena o jornal A CRÍTICA. A diretora de redação, Aruana Brianezi, explica que serão 15 matérias especiais ao longo do mês de março sobre as mais relevantes informações que norteiam o combate ao mosquito transmissor do vírus da Zika. Para reforçar ainda mais a campanha, Brianezi ressalta que no dia 6 será lançado um caderno formato tablóide que mostrará mitos e verdades sobre o vírus.

Inserções na TV

Em apoio à campanha, a TV A Crítica fará inserções de 30 segundos duas vezes ao dia, durante a programação televisiva. A diretora de Programação e Conteúdo da TV, Gisele São Tiago, informa que os boletins informativos irão levar aos telespectadores histórias e dicas de prevenção. “A cada dia os boletins trarão informações distintas com o intuito de alertar e chamar a atenção da população para o combate e prevenção à doença transmitida pelo mosquito da Aedes, ou seja, as inserções servirão como uma espécie de serviço ao público”, disse Gisele.

A diretora explica que na TV, o assunto será abordado conforme a linha editorial de cada programa. Outro mote será a propaganda diária, “Minuto Chega de Zika”, com dicas de saúde, sintomas e o combate à prevenção.

Gisele realçou, ainda, que a TV exibirá uma séria de reportagens sob o comando do jornalista José Augusto Júnior. A cadeia de matérias que inicia amanhã, no A CRÍTICA na TV, será exibida até a sexta-feira (4). “As informações terão uma entonação distinta e vamos mostrar os sérios problemas que as doenças transmitidas pelo Aedes podem trazer às pessoas”, comentou.

Na Rádio

A gerente comercial Camila Caetano destaca que nas emissoras de rádio da RCC, A CRÍTICA FM e Joven Pan, assim como na TV, também terão boletins diários e “spots”, ou melhor, chamadas de campanha de um minuto.

“A programação também se estende até o final de março em consonância com a TV e os jornais”, completou Camila.

Saiba mais

Os lutadores do UFC, Ronaldo “Jacaré” e José Algo, despontam como “garotos propaganda” da campanha “Chega de Zika! Combata o Mosquito”, idealizada pela Rede Calderaro de Comunicação (RCC).

Novos métodos de detecção

A Fundação de Medicina Tropical (FMT) se prepara para testar novos métodos de detecção e diagnóstico do Zikavírus. Assim como dengue e chikungunya, o Zika é transmitido pelo Aedes aegypti, como agravante de estar associado à microcefalia.

Números

55 casos de Zika vírus foram confirmados em Manaus, sendo24em gestantes. Aguardam confirmação da doença 410 pessoas, sendo 83 gestantes. Com relação à dengue, o AM registrou, eset ano, 330casos. Não há casos de Chikungunya.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.