Publicidade
Cotidiano
Notícias

Combate à malária no Amazonas terá aporte de R$ 4,2 milhões

Recurso será destinado aos 12 municípios que registraram, em 2015, 70% dos casos de malária no Estado. A meta é que essas localidades reduzam em 20% a incidência da doença 04/02/2016 às 13:14
Show 1
Governador fez o anúncio na sede do governo hoje (4)
Silane Souza Manaus (AM)

O Plano de Intensificação das Ações de Controle da Malária para 2016 conta com um recursos de R$ 4,2 milhões, que serão aplicados pelo Governo do Amazonas, conforme necessidade dos municípios onde há maior registro de casos da doença. A informação foi divulgada pelo governador José Melo, na manhã dessa quinta-feira (4).

O recurso será aportado, principalmente, em 12 municípios amazonenses, os quais registraram em 2015, 70% dos casos de malária no Estado. A meta é que essas localidades (Manaus, Atalaia do Norte, Barcelos, Eirunepé, Coari, Lábrea, Ipixuna, São Gabriel da Cacheira, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tabatinga e Tefé) reduzam em 20% a incidência da doença.

De acordo com o governador José Melo, o aporte de R$ 4,2 milhões será para custeio das ações e aquisições de equipamentos (carros, barcos, motocicletas), combustível, material permanente, insumos estratégicos (como mosquiteiros e insumos de laboratório) e equipamentos de proteção individual (EPIs), entre outros.

"Vamos dar apoio para que os municípios com a estrutura que eles tem possam fazer o trabalho na sede e também nas comunidades rurais" destacou Melo. Ele ressaltou que a maioria desses municípios com maior casos de malária são distantes e isolados, mas tudo isso foi levado em consideração. "O planejamento que a FVS (Fundação de Vigilância em Saúde) fez levou em conta as dificuldades de cada município", concluiu.

O governador observou que os recursos foram destinados  de acordo com o grau de incidência da doença  e também de dificuldade de cada município para que as ações, que começam na próxima semana, possam acontecer de forma linear em todos os municípios que, em conjunto, registram o maior casos de malária no Estado.

De acordo com dados da FVS, entre 2014 e 2015 houve um aumento de 9,4% nos casos de malária no Amazonas. Durante o ano passado, foram registrados 73.744 casos da doença contra 66.788 registrados no ano anterior.

Publicidade
Publicidade