Sábado, 14 de Setembro de 2019
Notícias

Comercialização de animais gera polêmica no Amazonas

Organizadores de feiras em que cães e gatos são vendidos questionam o motivo no qual não foram ouvidos em projeto de lei que trata do assunto



1.jpg Feiras de cães e gatos ganharam espaço no mercado local e hoje são realizadas em diversos pontos na cidade
03/12/2012 às 09:20

A realização de feiras para a venda de cães e gatos em Manaus é alvo de uma polêmica que envolve os organizadores desses eventos, criadores, veterinários, organizações de proteção aos animais e até mesmo a Câmara Municipal de Manaus (CMM), onde tramita um projeto de lei que (PL nº 104/2012) que disciplina a doação e comercialização de cães e gatos na cidade.

Os organizadores das feiras questionam o porquê de não terem sido ouvidos sobre o PL. “Estão fazendo um projeto de lei baseado no que as ONGs falaram e não chamaram a gente. Que projeto de lei é esse? Onde está a democracia?”, criticou Márcio William, organizador da Feira de Animais do Parque 10, uma das mais antigas em funcionamento na cidade. Márcio refere-se a uma reunião realizada no final do mês de outubro, da qual participaram representantes de cinco ONGs de proteção aos animais e do Conselho Regional de Medicina Veterinária, com o objetivo de propor ajustes ao documento.

“No ano passado, o Conselho de Veterinária e o Ministério Público Estadual exigiram que tivéssemos  veterinário na feira e que todos os animais fossem vacinados. Passamos a fazer isso. Os animais têm a carteirinha do veterinário e nós temos o alvará de funcionamento.  Esse era um mercado amador, agora está se profissionalizando”, afirma o coordenador da Feira de Animais que funciona no estacionamento do supermercado DB da Ponta Negra.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.