Publicidade
Cotidiano
Notícias

Comércio quer esquecer 2014 e deposita esperanças no ano novo

Com queda nas vendas e no faturamento devido às eleições e à Copa do Mundo, setor comercial espera que 2015 seja um ano de recuperação 31/12/2014 às 10:12
Show 1
Lojistas esperam recuperação nas vendas e no faturamento ao longo de 2015
Camila Leonel Manaus (AM)

Para o comércio de Manaus, 2015 será um ano de recuperação, de retomada no crescimento das vendas e do faturamento. Isso porque não pode ser tão ruim como foi 2014. A Copa do Mundo no Brasil trouxe para o comércio a expectativa de que seria um “feliz e agitado ano novo”. As vendas tiveram um desempenho menor do que o esperado. Somando isso com problemas como a greve na Suframa no início do ano, que causou um desabastecimento de mercadorias, a alta dos juros, da inflação e do dólar transformaram 2014 em um ano difícil para o comércio.

Depois do aperto, é hora de colher os frutos plantados no ano de dificuldades. Para Ralph Assayag, Presidente da Câmara dos Lojistas de Manaus (CDLM), nos últimos 12 meses o comércio “fez o dever de casa”. Cerca de 650 novas lojas foram abertas e 11 mil empregos foram gerados no comércio amazonense, seis mil só nos últimos meses do ano.

Nesse cenário, 2015 será um ano de consolidação de investimentos. “Nosso dever de casa foi exatamente a abertura de mais lojas, a melhoria de lojas que já existiam e foi trazendo tecnologia para essas lojas. Essa grande tecnologia vem dentro de dois shoppings trazendo o maior número de empregos e mão-de-obra”, avaliou.

Publicidade
Publicidade