Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
SALDO POSITIVO

Comércio varejista registra terceira alta consecutiva em outubro no AM

Até o momento, dados mostram desempenho melhor em 2019 do que o observado no ano passado



show_centro_1234_B3223C21-3F9A-4575-BF6D-C17E9E80271A.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
11/12/2019 às 16:41

O volume de vendas do comércio varejista teve aumento de 0,6% na passagem de setembro para outubro deste ano no Amazonas. Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgados nesta quarta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esta é a terceira alta consecutiva no índice, que acumula crescimento de 1,9% no período.

Até o momento, esses dados mostram um desempenho melhor do setor do comércio amazonense em 2019 do que aquele observado no ano passado quando, em outubro, o acumulado no ano estava em 4,8%.



O aumento levou o setor varejista amazonense a alcançar o 14º melhor desempenho entre as 27 unidades da federação. As maiores altas ocorreram no Amapá (2,4%), na Paraíba (1,9%) e no Piauí (1,7%). Os piores resultados foram no Mato Grosso do Sul (-1,1%), em Rondônia (-1,7%) e em Minas Gerais (-5,2%).

Varejo ampliado

O volume de vendas do comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, teve crescimento de 0,6% em outubro frente a setembro. Em relação ao ano passado, o volume de vendas cresceu 8,2% frente a outubro de 2018.

O acumulado do ano registrou resultado positivo de 6,1% em relação ao mesmo período do ano passado. O acumulado nos últimos doze meses continua positivo (6,2%) em relação ao mesmo período do ano anterior.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.