Domingo, 16 de Junho de 2019
CRÉDITO

Comissão aprova PL que proíbe empréstimos acima de R$ 100 mil na Afeam

Após a aprovação na CCJR na quinta-feira (9), a proposta segue agora para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Assembleia Legislativa



AFEA_B5FE3961-19C1-448D-9DFB-1D60F844B348.jpg
10/05/2019 às 12:00

O Projeto de Lei n° 44/2019, que proíbe a Afeam (Agência de Desenvolvimento e Fomento do Estado) de realizar qualquer operação de crédito com recursos do FMPES (Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e ao Desenvolvimento Social do Estado do Amazonas) superior a R$ 100 mil, foi aprovado na CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) da ALE-AM (Assembleia Legislativa do Estado).

De autoria do deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), a proposta também quer proibir que pessoas físicas e jurídicas de fora do estado do Amazonas tenham acesso a empréstimos com recursos do FMPES junto à agência. O líder do PSB na ALE-AM reforçou que os recursos do FMPES precisam ser destinados à micro e pequenos empresários. 

“Essa proposta visa blindar os recursos do FMPES repassados a AFEAM em favor dos setores de baixa renda, evitando-se, inclusive, quaisquer riscos que comprometam essa linha de crédito, haja vista que não há nenhuma justificativa em se fazer operações de credito em valores acima de R$ 100 mil no Estado do Amazonas e muito menos em fazê-las beneficiando pessoas físicas ou jurídicas domiciliadas fora de nosso Estado”, defendeu Serafim.

Próxima Comissão
Após a aprovação na CCJR na quinta-feira (9), a proposta segue agora para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).  A última comissão onde o projeto terá que ser analisado será a Comissão de Empreendedorismo, Comércio Exterior e Mercosul (Cecem). Em seguida estará apto para ser votado em plenário.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.