Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020
POLÊMICA

Comitê Israelita do Amazonas classifica pronunciamento de Alvim como 'incidente'

Ao concordar com o afastamento de Alvim pelo Bolsonaro, o presidente da Ciam, Benjamim Saul Benchimol, disse esperar que 'incidentes como esse não voltem a ocorrer'



WhatsApp_Image_2020-01-17_at_17.59.04_73294636-801F-4D13-9655-1A1DAB0F8C2B.jpeg Foto: Reprodução
17/01/2020 às 18:02

O presidente do Comitê Israelita do Amazonas, Benjamim Saul Benchimol, classificou como um “incidente” o pronunciamento do então secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, na noite de quinta-feira (16), que copiou uma citação do ministro de propaganda da Alemanha nazista, Joseph Goebbels.

Em nota oficial direcionada a A CRÍTICA, o Comitê Israelita do Amazonas (Ciam) fez coro às manifestações de repúdio e pediu que “incidentes” como este não voltem a ocerrer. A nota da comunidade também concorda com a exoneração de Roberto Alvim, anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro no início da tarde desta sexta-feira (17).



Ainda segundo a nota, "o período Nazista foi um momento de grande violência contra os judeus e contra outras minorias, foi um regime totalitário e genocida, e que não deve ser emulado em nada". 

No vídeo, que foi divulgado pela Secretaria Especial da Cultura para anunciar o Prêmio Nacional das Artes, Alvim afirmou:

"A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada".

O trecho foi copiado de um discurso do ministro nazista, segundo o livro "Goebbels: a Biography".

Além disso, a trilha sonora do vídeo, a ópera "Lohengrin" também faz referência ao regime de Hitler. O compositor alemão Richard Wagner, autor da ópera, foi citado pelo líder nazista como inspirador e mentor.

Confira a íntegra da nota do Comitê Israelita do Amazonas:

"Foi com grande tristeza que recebemos a notícia de que o Secretário de Cultura, Roberto Alvim, se manifestou quase parafraseando o ministro da propaganda nazista Joseph Goebbels.  Quase imediatamente, a CONIB, que representa os judeus brasileiros, entidade a qual o Comitê Israelita do Amazonas é filiada, emitiu uma nota de repúdio da fala e pediu o afastamento do secretário.  Ficamos satisfeitos em saber que os líderes do Congresso condenaram a fala do Secretário, que ao final resultou na sua demissão pelo Presidente.  O período Nazista foi um momento de grande violência contra os judeus e contra outras minorias, foi um regime totalitário e genocida, e que não deve ser emulado em nada.  Nossa comunidade concorda com atitude de afastamento do secretário e espera que incidentes como este não voltem a ocorrer". 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

20 Fev
WhatsApp_Image_2020-02-20_at_10.28.33_4AA06F86-13D9-4DFA-B021-B55C4DB3CD24.jpeg

Empreendedores aderem ao 'Food Bike’ para driblar a crise financeira

20/02/2020 às 10:38

“Tínhamos outro negócio, encomendávamos doces, e as pessoas de última hora, nos deixavam na mão, foi aí que comecei a aprender a fazer doces, brigadeiros, e como o investimento em bike food é relativamente barato, preferimos este modelo a uma loja física”, explica Sátya Ardaia


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.