Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Notícias

Concluida licitação para compra de 272.997 doses da vacina contra o HPV

A imunização gratuita deve começar em maio, em escolas públicas e particulares, dos 61 municípios e tem como público alvo cerca de 90 mil meninas entre 11 e 13 anos


19/04/2013 às 11:15

O Governo do Amazonas, através da Comissão Geral de Licitação (CGL), concluiu o processo de licitação para aquisição de vacina contra o Human Papiloma Virus (HPV) ou Papiloma Vírus Humano, principal causa do câncer de colo de útero. A imunização gratuita deve começar em maio, em escolas públicas e particulares, dos 61 municípios e tem como público alvo cerca de 90 mil meninas entre 11 e 13 anos.

O Pregão Eletrônico (PE) 517/2013 foi aberto no último dia 10 de abril, às 8h30, com a participação de quatro empresas concorrendo pelo menor preço global. A vencedora foi a empresa Glaxosmithkline Brasil Ltda. A empresa venceu por comprovar capacidade técnica e oferecer o menor preço, de R$ 45 por cada dose da vacina contra tipos de papiloma vírus relacionados ao câncer de colo de útero. Foi registrado no Pregão lance de R$ 92 a dose. No total, o Governo do Amazonas está investindo R$ 12.284.865,00 na aquisição da vacina.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, foram adquiridas 272.997 doses da vacina, que deverão ser feitas em três entregas, uma vez que o esquema de imunização é composto por três doses: a inicial; a segunda, 30 dias após a primeira; e a terceira dose, que ocorre 180 dias após a primeira.

Conforme informado no processo de licitação, o prazo para o fornecimento é de sete dias contando a partir da entrega da nota de emprenho na FVS, na avenida André Araújo, 701, Aleixo. O prazo de validade da vacina no ato da entrega deve ser de, no mínimo, um ano, a contar da data do recebimento. Caso a empresa vencedora tenha sede fora do Estado, deve indicar um procurador ou representante em Manaus.

publicidade

“A licitação transcorreu dentro da normalidade, o governador Omar Aziz poderá manter a previsão de vacinação da primeira dose, no mês de maio”, disse o presidente da CGL, Epitácio Neto. Segundo ele, o custo benefício será expressivo ao evitar a ocorrência de pelo menos 70% dos casos de câncer de colo de útero. “Vai trazer uma economia brutal para o sistema de saúde e, o mais importante, fazer bem às pessoas”, frisou o presidente da CGL.

A meta é vacinar, inicialmente, 90 mil meninas nas escolas da rede de ensino estadual e municipal do interior e, também, da rede particular. Segundo o secretário Wilson Alecrim, o Governo já iniciou o planejamento da logística de aplicação das vacinas, que envolve, além da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), e as secretarias de saúde e educação dos municípios do interior do Estado. Também serão ministradas palestras educativas a estudantes da rede pública sobre o HPV, explicando formas de prevenção e informando sobre as doenças relacionadas ao vírus.

*Com informações de assessoria. 


publicidade
publicidade
Autoexame da mama não substitui exame clínico, diz Ministério da Saúde
Enfermeiro que violentou criança em hospital já responde por 3 estupros de vulnerável
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.