Publicidade
Cotidiano
Notícias

Concurso público: Cursinhos estão cada vez mais movimentados

O movimento nos cursinhos preparatórios para concurso público vive a expectativa de novos anúncios de vagas. As mensalidade dos cursinhos variam de R$ 100 até R$ 500, com turmas começando a cada mês 01/03/2013 às 09:11
Show 1
Concursos públicos
Cinthia Guimarães Manaus (AM)

O movimento nos cursinhos preparatórios para concurso público vive a expectativa de novos anúncios de vagas. A procura maior tem sido para a seleção do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), que deve oferecer 268 vagas, com salários que vão R$ 3.281,13 a R$ 6.390,83.

Outros concursos aguardados para este ano são da Polícia Civil, que oferecerá vagas pra nível médio e superior; Polícia Militar, com oportunidades para soldados e oficiais de nível superior; Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A cada novo anúncio divulgado, os candidatos correm para lotar as turmas, disse o diretor do curso Cepaj, Gabriel Álamo. O Cepaj fica localizado na Rua Leonardo Malcher, Centro, e possui cerca de 350 alunos matriculados apenas nas turmas do TJ-AM. “Após a entrevista do desembargador Ari Moutinho falando que o Isae ia cuidar do concurso, o cursinho lotou. Depois esvaziou e só voltou a encher depois do 7 de janeiro. As pessoas ficaram desacreditadas do edital”, contou. “Com a publicação do edital, as turmas devem triplicar”, completou.

O tribunal confirmou no dia 8 de fevereiro a Fundação Getúlio Vargas (FGV) como a responsável pelo concurso. No entanto, ainda aguarda a assinatura do contrato e publicação no Diário Oficial de Justiça para definir o cronograma do certame.

Os candidatos por sua vez estão ansiosos e correndo contra o tempo. É o caso da estudante Karina de Oliveira, 24 anos, que está há três meses se preparando para as provas de técnico administrativo do tribunal. “Quero estabilidade. Porque começar uma faculdade é fácil, mas se manter numa carreira, não”, disse.

A universitária Luana Montenegro, 20 anos, cursa administração, mas acha que a área é muito concorrida no setor privado, por isso resolveu investir na carreira pública. “Penso em concurso como alternativa de carreira na administração, porque oferece mais oportunidades”. Ela também pretende concorrer às seleções do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do Ministério Público do Estado (MPE).

O estudante de Direito Keiverson da Silva Borges, 20 anos, começou desde o ano passado a fazer preparatório com a intenção de passar em um concurso. “Eu gostaria de um emprego que desse estabilidade durante a faculdade. Mas o meu sonho futuro é a magistratura”, contou.

As disciplinas tronco oferecidas nos cursos preparatórios para quem vai prestar concurso para o judiciário e para a polícia são língua portuguesa, informática, raciocínio lógico, conhecimentos gerais, direito administrativo, direito constitucional, direito civil, direito penal, direito processual pena e regimento interno. As mensalidade dos cursinhos variam de R$ 100 até R$ 500, com turmas começando a cada mês.

Publicidade
Publicidade