Publicidade
Cotidiano
OPORTUNIDADES

Concursos públicos com inscrições abertas oferecem mais de 9,6 mil vagas no Amazonas

Universidade Federal do Amazonas, prefeitura de Apuí, Forças Armadas, Marinha e Exército estão com inscrições em andamento. Coordenador de curso preparatório dá dicas para quem deseja passar em certames 12/06/2016 às 16:33 - Atualizado em 12/06/2016 às 18:14
Show concursos
Por enquanto, a procura por cursinhos ainda está tímida, mas tende a aumentar, afirma coordenador (Foto: Clóvis Miranda)
Rebeca Mota

O aumento no nível de desemprego, resultado da instabilidade econômica que o País enfrenta, torna a carreira pública uma boa opção para quem busca segurança e boa remuneração. Não faltam vagas. Até agora, só os sete concursos com inscrições abertas oferecem mais de 9,6 mil vagas para os níveis superior, médio e fundamental. As remunerações variam de R$ 1.198,61 a 5.622.

Entre os concursos já em andamento, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Prefeitura de Apuí estão com inscrições abertas até 16 e 17 de junho, respectivamente. Já nas Forças Armadas, a Marinha inscreve até 30 de junho, e o Exército, até 4 de julho.

O concurso com maior número de vagas é o do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com 7,5 mil cargos de nível superior e médio.

Há ainda alguns editais que vão ser lançados como o do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Concorrência

Como o contingente de pessoas interessadas nas vagas aumenta proporcionalmente ao avanço do desemprego, a concorrência tende a ficar mais acirrada. Nos concursos públicos, a regra é simples: são aprovados os que estiverem melhor preparados. Os cursinhos preparatórios têm apostado nesse mercado, como é o caso do curso Equipol. Para o coordenador do curso Ilsimar Monteiro, a procura, por enquanto, tem sido baixa devido à falta de dinheiro, mesmo com alguns concursos com inscrições abertas.

“O diferencial que cada aluno deve buscar é começar a se capacitar pelo menos um ano antes. O problema é que o estudante quer se preparar só quando o edital é lançado. É o que vai tentar simplesmente na sorte”, comentou Ilsimar.

Fábio Silva, professor de curso preparatório, dá dicas para alunos que estudam para concursos. A primeira orientação é fazer uma preparação em cursos online ou presencial, porque os professores sabem mais, têm experiência quanto ao que cai nas provas. Ele acrescenta que para estudar em casa é necessário ser uma pessoa disciplinada, porque quando se tem a família por perto a tendência é se desconcentrar.

“Conversar com família é importante para deixar claro que, num determinado horário, a pessoa vai estar ocupada estudando ou procurar estudar em alguma biblioteca já que em casa pode ser um problema”, orienta Fábio.

Outra dica é fazer um planejamento com uma tabela de quantas horas vagas se tem na semana. Em seguida, quantas matérias a pessoa vai ter que estudar e, a partir daí, dividir uma disciplina por hora.

“Nada de querer gabaritar só em uma disciplina, ele vai ter uma média em todas as matérias para ser aprovado. Então tem que saber equilibrar todas as matérias na semana e se empenhar em todas”, explica.

Esperados

A Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) pediu abertura de concurso público ao MPOG com 470 vagas. Outra agência, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aguarda autorização para 670 vagas.

Publicidade
Publicidade