Publicidade
Cotidiano
Notícias

‘Congresso Nacional é que pensa em impeachment, e não o PMDB’, diz Michel Temer em Manaus

Na capital do Amazonas, o vice-presidente reforçou ideia de lançar candidatura do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) à presidência em 2018 27/02/2016 às 12:01
Show 1
Temer esteve em Manaus nesta sexta-feira (26)
Oswaldo Neto Manaus (AM)

"É o Congresso Nacional que pensa em impeachment, não o PMDB", disparou o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), durante encontro do partido em Manaus.

Acompanhado do ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB), o líder nacional da sigla e atualmente presidente em exercício do Brasil passou pela capital na tarde desta sexta-feira (26). Ele cumpre agenda do programa "Caravana da Unidade", que tem divulgado bandeiras do partido nos Estados e reforçado a ideia de lançar candidatura do partido à presidência em 2018.

Presidente e ministro chegaram em Manaus por volta das 16h20. Centenas de militantes de vários municípios do Amazonas aguardavam a presença da caravana do partido. A segurança foi reforçada na área do salão nobre do shopping Studio 5, local onde foi realizado o encontro, que também passou por Belém (PA) na manhã de hoje.

Antes de falar para o público, presidente e ministro participaram de coletiva de imprensa, onde apenas Temer deu entrevista. Na ocasião, o peemedebista explicou o objetivo da caravana.

"Nós estamos percorrendo o país. Esse é o 11º estado que visito com a Caravana da Unidade, na qual faz parte o ministro Eduardo Braga. O objetivo é buscar a unidade do PMDB mas curiosamente ao longo do tempo isso tem se transformado na unidade do país, exatamente nesse momento que nós estamos atravessando de uma seríssima crise é importante unificar o país tendo em vista a convenção nacional que teremos no dia 12 de março", disse ele.

Além de buscar o contato com os militantes, Temer disse que buscará em sua caminhada apoio nos municípios a fim de lançar candidatura do partido à presidência em 2018. "O nosso objetivo é ter um grande programa que já existe, o 'Ponte Para o Futuro'. Ele já começou a ser discutido na Câmara dos Deputados para chegarmos em 2018 com candidatura própria e levando um programa pra todo o país", disse ele.

Questionado se o PMDB ainda pensa no impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), Temer limitou-se a dizer que a questão é exclusiva do Congresso Nacional. "Não, isso é uma questão do Congresso Nacional, não questão do PMDB".

Em seguida, Michel Temer e Eduardo Braga seguiram para o salão nobre e encontraram com os militantes. No pronunciamento, os dois políticos falaram os desejos para tornar a Zona Franca mais competitiva e o fim da cobrança da tarifa extra de energia elétrica.

Publicidade
Publicidade