Publicidade
Cotidiano
Notícias

Consórcio Proama começa a ser discutido por parlamentares na Câmara Municipal de Manaus

O projeto de autoria da Prefeitura deverá ser votado na sessão plenária desta terça-feira (28) da CMM 27/05/2013 às 17:52
Show 1
Proama começou a ser construído em 2008 e terminou em 2012
Mariana Lima Manaus

Os vereadores de Manaus começaram a discutir em caráter de urgência o projeto de lei que confirma a criação do Consórcio Público Proama (CPP). A aprovação em definitivo está prevista para acontecer nesta terça-feira (28), durante a sessão plenária da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Com o projeto aprovado, a prefeitura concede a uma empresa privada o direito de exploração da água para abastecer as zonas leste e norte usando a estrutura do Proama. A obra do Proama, orçada em R$ 347 milhões, teve início em 2008, mas só foi concluída quatro anos depois.

Com apoio da base governista, o líder do prefeito na Casa, vereador Wilker Barreto (PHS) conseguiu com que o projeto tramite em caráter de urgência, isto é, que seja analisado em curto espaço de tempo pelos vereadores.

A previsão, segundo o presidente da Casa Legislativa, vereador Bosco Saraiva (PSDB), é que as comissões técnicas responsáveis por analisarem o projeto se reúnam na manhã desta terça-feira, antes de começar a sessão.

O projeto de lei deve ser votado pelos demais vereadores ainda na sessão de amanhã e levado ao prefeito na próxima quarta-feira (29).

Composição da CMM

A base do governo compõe de 38 dos 41 vereadores. A oposição conta com apenas os três parlamentares do PT: Waldemir José (líder), Professor Bibiano e Rosi Matos.

* Leia mais na edição impressa do jornal A Crítica desta terça-feira (28).

Publicidade
Publicidade