Sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Notícias

Conta de água ‘salgada’ para moradores da Zona Norte de Manaus

Moradores do bairro Nova Cidade foram surpreendidos com aumentos nas tarifas, que chegam a R$ 600



1.jpg Moradores alegam que valores são absurdos e que não há tratamento de esgoto
01/08/2013 às 22:24

Moradores de algumas ruas do bairro Nova Cidade, Zona Norte, estão se propondo a realizar eventos como bingos, sorteios e outros que possam ajudá-los a arrecadar dinheiro para pagar as contas de água. A brincadeira, feita pela moradora Greiciane Bastos , 41, não diminui a aflição com os valores recebidos neste mês. Há alguns que ultrapassam a casa dos R$ 600, como do motorista Erivan Zarão Maia Vasconcelos, 47. Para ele, o pior de tudo é ser cobrado pelo serviço de esgoto inexistente no conjunto, inaugurado há pouco mais de dez anos. “Aqui quando chove, é comum ver casas alagadas com água que sai do esgoto”, afirmou.

A chegada da contas de água causou indignação porque não há motivo para um reajuste tão grande e a cobrança do percentual referente à taxa de esgoto. “Eu quero que me digam onde está sendo feito esse serviço de esgoto, se me mostrarem eu até posso pensar em pagar, mas não vejo nada sendo tratado aqui”, disse Erivan. O motorista disse ter consertado um vazamento existente na tubulação, por isso pensou na redução dos valores, mas foi ilusão. “Se eu pagar esses R$ 611 que estão me cobrando, vai faltar para as demais despesas”, criticou.

Quem está muito aflita com a conta no valor de R$ 420 é a dona de casa Maria Oneti Batista, 35. Com o marido trabalhando como auxiliar de serviços gerais, Oneti disse que se pagar o valor da água não vai ter como pagar as demais despesas. Mãe de quatro filhos, ela disse não saber como agir, já que algo está errado com esse consumo anotado pela Manaus Ambiental. “Estamos esperando uma ajuda do Ministério Público ou de alguém que nos ajude”, afirmou ela, que pediu o parcelamento da conta, mas não sabe como ficarão as próximas se os valores forem mantidos.

Dificuldades

Além do problema das contas de água e do não funcionamento da rede de esgoto, os moradores do Nova Cidade fizeram um apelo ao prefeito de Manaus, Artur Neto para outro problema. A falta de manutenção nas ruas responde pela abertura de verdadeiras crateras em algumas vias, dificultando o acesso de carros e das pessoas, que se arriscam em caminhar sobre buracos e lama. Outro problema é o conjunto não receber o serviço de recolhimento de entulhos e nem capinação e limpeza das vias.

Cobrança dentro dos parâmetros

A Manaus Ambiental informou, em nota, que a tarifa de esgoto cobrada atende aos parâmetros estipulados pelo contrato de concessão e prestação de serviço, pois cobre toda a área.  De acordo com o Gerente de Faturamento da Manaus Ambiental, José Carlos Almeida, os casos de alto consumo devem ser analisados individualmente. “O consumo de cada cliente é totalmente individual, não se pode tirar uma média de consumo de um bairro inteiro por conta de casos pontuais, o ideal é que o cliente compareça em uma das nossas lojas de atendimento com o número da matrícula em mãos, para um esclarecimento mais detalhado”, afirma ele, indicando os canais de atendimento da empresa, como: 08000-920-195 e 3627-8360 ou e-mail: faleconosco@manausambiental.com.br.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.