Segunda-feira, 20 de Maio de 2019
Notícias

Contêineres do 'Ronda no Bairro' funcionam sem celas para abrigar prisões de suspeitos

Estrutura prevista para funcionar até o final de 2012 e que é alugada pelo Governo começará a ser desativada em fevereiro



1.jpg
Contêineres continuam
13/01/2013 às 10:22

Mesmo previstos para serem transferidos para sedes próprias, antes do final de 2012, os 19 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) instalados em contêineres continuam funcionando nas estrutruas montadas provisioriamente, alugadas de uma empresa privada pelo Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

Apesar de preparadas para atender as necessidades das equipes de segurança e as demandas da polulação, os contêineres não contam com celas para abrigar os suspeitos presos nas ações policiais.

Atualmente, estão ainda em situação de funcionamento provisório os Dips localizados nas zonas Leste, Oeste e Norte, que não contavam com delegacias suficientes para atender as demandas dessas zonas, com a implantação do programa Ronda no Bairro. Entre eles está o do 20º DIP, que funciona dentro do Colégio da Polícia Militar do Parque São Pedro, Zona Oeste.

Outra unidade que ainda funciona na estrutura montada de metal é o 29º DIP, no bairro Mauazinho, Zona Leste. No local não há celas para abrigar as pessoas detidas, que ficam algemadas em um cano e sentadas em cima de uma estrutura de alvenaria, enquanto aguardam transferência para outro local. A situação já foi mostrada por A CRÍTICA em 2012.


**A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.