Publicidade
Cotidiano
FUNAI

Contrariando Bolsonaro, Sérgio Moro diz que Funai pode ser mantida na Justiça

Caso a Funai seja retirada da Justiça, a alternativa em estudo é colocá-la vinculada ao Ministério da Cidadania ou de Direitos Humanos 06/12/2018 às 13:22 - Atualizado em 06/12/2018 às 13:28
Show mcamg abr 04122018 5960 96371285 ab60 45dc aa46 6a624eff6cfd
Foto: Agência Brasil
Pedro Rafael Vilela (Agência Brasil) Brasília (DF)

Apesar de o presidente eleito Jair Bolsonaro ter afirmado que o ex-juiz federal Sergio Moro, confirmado para o Ministério da Justiça, “está sobrecarregado”, o próprio futuro ministro reconheceu que pode vir a assumir mais uma responsabilidade. Segundo Moro, ainda é considerada a hipótese de a Fundação Nacional do Índio (Funai) ser mantida na Justiça.

“Ainda está indefinido, pode ser até que fique no Ministério da Justiça, pode ser que saia. [...] Está sendo discutido”, disse.

Caso a Funai seja retirada da Justiça, a alternativa em estudo é colocá-la vinculada ao Ministério da Cidadania, que agregará as pastas do Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura, ou talvez ao Ministério de Direitos Humanos.

A hipótese foi cogitada pelo deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), que assumirá a Cidadania. Ele citou até mesmo outra possibilidade, que seria associar a Funai à Secretaria de Governo, ligada ao Palácio do Planalto. Para Terra, o ideal é que a Funai fique ligada a uma pasta que possa dar prioridade à política indigenista.

“[Ir para o Ministério do] Direitos Humanos é bom, pode ser bom. Tem vários lugares [em] que pode ficar, até na Secretaria de Governo. Tem que ser um ministério que dê relevância ao tema. O meu [Ministério da Cidadania] está com muita coisa relevante. É um tema específico, tem muita sensibilidade na sociedade", afirmou o futuro ministro da Cidadania.

Publicidade
Publicidade