Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
Notícias

Cooperativismo financeiro: boa alternativa aos juros altos

Muitos usuários de bancos reclamam das taxas e dos juros salgados. Imagine poder ter acesso a todos os produtos de um banco, mas com juros menores e ganhos no final do ano?



1.jpg O diretor financeiro da Sicoob na Região Norte, Edson Soares, mostra alguns dos produtos disponibilizados pelas cooperativas de crédito
20/09/2014 às 20:01

Elas aparecem como alternativa para as instituições bancárias tradicionais. Com os mesmos serviços dos bancos, juros mais em conta e a possibilidade de dividir ganhos no final do ano, as cooperativas financeiras ou de crédito têm ganhado espaço no sistema financeiro nacional e a simpatia de muitas pessoas que tem aderido à modalidade financeira.

Na região Norte, a adesão ainda é pequena. Apenas 3% das aproximadamente 1.200 cooperativas espalhadas pelo País se concentram na região e menos de 1% estão no Amazonas. O número contrasta com outras regiões como a Sudeste que possui mais de 40% das unidades de cooperativismo do Brasil.



Apesar do percentual ainda tímido, segundo o diretor financeiro do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) na Região Norte, Edson Quevedo Soares, o cenário pode se modificar nos próximos anos. A expectativa é de que o número de cooperativas no Norte chegue a 10% do total nos próximos 10 anos. “Para tanto precisamos de informação porque, embora seja vantajoso, o brasileiro e sobretudo o nortista, desconhece as características do setor.

Diferenciais

O executivo explica que assim como os bancos, a cooperativa de crédito é uma instituição financeira, autorizada e fiscalizada pelo Banco central fiscalizada pelo BC. “A diferença é que, ao contrário dos bancos que são sociedades de capital, a cooperativa é uma reunião de pessoas, com o objetivo comum de movimentar seus recursos a um custo financeiro menor do que o praticado no mercado”.

Outra diferença, conforme Soares é de que no cooperativismo, a decisão não é de quem tem mais capital, e sim, feita em uma assembleia de associados. “Os cooperados não são clientes. São sócios. Como sócios, eles utilizam produtos e serviços e geram uma riqueza (sobras) que são distribuídas no final do exercício, na proporção da movimentação financeira que cada um fez e não do capital que cada um possui”, esclarece.

Dúvidas frequentes

Um dos principais motivos para a modalidade ser pouco difundida, segundo o diretor financeiro, são as dúvidas relacionadas aos serviços oferecidos.

Entre as mais comuns está a ideia de que é preciso de um grande capital para se associar a uma cooperativa. “O valor para participar pode ser a partir de R$ 100. Se for uma cooperativa para trabalhadores rurais, o valor será um. Se for para grandes empresários, será outro”, explica Soares.

Outro receio é sobre a disponibilidade de produtos como cartões de crédito e talões de cheque. “Os mesmos produtos dos bancos são oferecidos pelas grandes cooperativas”, garante.

10º Concred em Manaus

Entre os dias 10 e 12 de setembro, Manaus recebeu o 10º Congresso Brasileiro de Cooperativismo de Crédito (Concred), no Tropical Hotel. Com um público aproximado de 1,4 mil pessoas, o evento buscou, por meio de palestras e atividades, esclarecer dúvidas e fortalecer o segmento formado pelas cooperativas que movimentam, hoje, em torno de US$ 70 bilhões em ativos no País,oriundos de 6 milhões de associados.

De acordo com o diretor financeiro da Siccob, na Região Norte, Edson Soares, Manaus foi escolhida para representar o Norte, região que menos possui cooperativas de crédito no Brasil.

Entre os destaques do evento, estiveram as palestras do especialista em finanças e líder em sustentabilidade, Andrew Savitz, da jornalista, Mara Luquet, do vice-presidente da Liga das Cooperativas de Crédito de Wisconsin (Estados Unidos) Thomas Liebe e do diretor técnico do Sebrae Nacional, Carlos Alberto dos Santos.

Outro diferencial foi a Feira Cooperativista de Negócios, que contou com a participação de expositores de diversas instituições e fornecedores de insumos e potenciais parceiros do ramo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.