Segunda-feira, 06 de Abril de 2020
Notícias

Copa do Mundo: Debate sobre modalidade urbana inicia nesta sexta-feira (25), em Manaus

Manaus realiza a primeira audiência para debater as propostas para implementar um Plano Municipal de Mobilidade Urbana, a poucos meses para a Copa do Mundo



1.gif Manaus e Fortaleza são as únicas capitais que ainda não realizaram os debates sobre o plano de mobilidade urbana
25/04/2014 às 12:09

A menos de um mês para o início da Copa do Mundo e com o legado em relação à mobilidade urbana sem ter saído um centímetro do papel, Manaus irá começar a debater propostas para implementar um Plano Municipal de Mobilidade Urbana. A primeira audiência ocorre hoje no Centro de Formação Vida Alegre, na rua Paraguaçu, Vila da Prata, zona Oeste de Manaus.

E a discussão só foi possível a partir de uma provocação de setores ligados à Universidade Federal do Amazonas (Ufam), do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Amazonas (Cauam), do Instituto Amazônico da Cidadania (Iaci), do Instituto Educar Para a Cidadania e do Pedala Manaus. As entidades civis procuraram o vereador Professor Bibiano que acatou a proposta de realizar as audiências através da Comissão de Legislação Participativa da Câmara Municipal de Manaus (CMM).



Segundo o vereador, há urgência para que o assunto seja debatido com a sociedade porque o município está prestes a perder recursos prometidos pelo Governo Federal para obras de mobilidade urbana na cidade que chegam a R$ 400 milhões, que deveriam ter sido entregues antes da Copa do Mundo.

“Manaus e Fortaleza são as únicas capitais que ainda não realizaram os debates sobre o plano. Manaus, que cresceu desordenadamente, é uma cidade que precisa urgente discutir esses temas e implementar essas obras. Queremos que o recurso seja liberado e essas demandas sejam resolvidas”.

De acordo com o vereador, a proposta de legislação participativa facilita a inclusão da população nos debates. As audiências estão sendo divulgadas por meio de panfletos e carros de som. Os temas serão expostos e depois debatidos, informou Professor Bibiano. Após quatro audiências que serão realizadas ao longo dos meses de abril e maio, há previsão de realização de um seminário em junho para consolidar todas as propostas coletadas na primeira fase do trabalho.

Após essa etapa, o vereador afirmou que será apresentada uma minuta de Plano de Mobilidade Urbana para a cidade ao plenário da CMM. “A CMM irá analisar se transformar isso em lei para que as obras que envolvam mobilidade urbana obedeçam aos parâmetros do plano”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.