Publicidade
Cotidiano
Notícias

Copa: Obras em aeroportos atrasam mesmo com R$ 1,6 bilhão para investimentos

Segundo ONG, a Infraero utilizou até abril apenas 18% dos recursos previstos neste ano para melhorias e obras dos aeroportos 04/06/2013 às 09:20
Show 1
A reforma do terminal de passageiros 1 do aeroporto Eduardo Gomes recebeu 42,2% dos R$ 148,9 milhões autorizados para 2013
acritica.com ---

A Copa das Confederações acontecerá em menos de 15 dias. Os turistas que virão ao País encontrarão e utilizarão os aeroportos que ocupam a 122ª posição em termos de qualidade em ranking com 142 países. Apesar disso, os investimentos ainda não avançaram em 2013. A Infraero utilizou até abril apenas 18% dos recursos previstos neste ano para melhorias e obras dos aeroportos. A notícia foi publicada pela 0rganização não governamental (ONG) Contas Abertas.

Ao todo, R$ 1,6 bilhão está autorizado para o orçamento de investimentos da Infraero. No entanto, nos quatro primeiros meses do ano, somente R$ 279,3 milhões foram aplicados. O montante é 22,2% maior do que o utilizado no mesmo período do ano passado, quando R$ 228,5 milhões foram desembolsados pela empresa. Apesar disso, a baixa execução do ano interfere diretamente no aprimoramento dos aeroportos.

A principal obra da Infraero em termos de recursos em 2013 é a de “Adequação do Aeroporto Internacional de Confins - Tancredo Neves (MG)”, que conta com R$ 271,7 milhões em recursos esse ano. Até abril, porém, apenas 5,5% do total foram utilizados, o que representa investimentos de somente R$ 11,9 milhões. O aeroporto é um dos que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014.

Outra obra que ainda não conseguiu emplacar os investimentos previsto foi a de “adequação do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim (RJ)”.  Dos R$ 192,8 milhões autorizados para o empreendimento, nos quatro primeiros meses do ano, apenas 10% desses recursos foram desembolsados.

O Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre (RS) também está entre os que não receberam significativos investimentos em 2013. As obras de adequação do aeroporto gaúcho receberam somente 9,5% dos R$ 142,3 milhões autorizados neste ano. Na mesma situação está a “Construção do Terminal de Passageiros 2 do Aeroporto Internacional Pinto Martins - Fortaleza (CE)”, que desembolsou 10% do total de R$ 113,5 milhões previsto no exercício.

Entre as dez principais obras da Infraero, em termos de recursos, para este ano, apenas duas conseguiram aplicar mais de 30% do que foi autorizado. Na “adequação do Aeroporto Internacional de Salvador - Dep. Luís Eduardo Magalhães (BA)” foram aplicados 35% dos R$ 45,3 milhões previstos para 2013. A “reforma e adequação do Terminal de Passageiros 1 do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Manaus (AM)” já recebeu 42,2% dos R$ 148,9 milhões autorizados para 2013.

Infraero explica o cronograma

A Infraero informou que a execução orçamentária da companhia é tradicionalmente maior no segundo semestre, especialmente no fim do ano, quando os processos de contratação são concluídos e as medições dos investimentos em andamento são finalizadas.

“Dessa forma, a execução orçamentária relativa ao segundo bimestre deste ano manteve o padrão de desempenho dos investimentos para o período, ou seja, se observado os orçamentos anteriores verifica-se uma menor intensidade de realização nos primeiros meses, quando comparado ao valor total aprovado”, explica nota da empresa.

Apesar da explicação da empresa, no período de 2000 a 2012, a Infraero investiu apenas 55% dos recursos autorizados, que somaram R$ 12,6 bilhões. Isto é, nos últimos 13 anos, R$ 5,7 bilhões deixaram de ser utilizados pela companhia.

A Infraero informou que os investimentos da empresa nos aeroportos possuem o objetivo de atender a demanda prevista para a Copa de 2014 e posterior. “Todavia, para atendimento da Copa das Confederações, todo um planejamento foi elaborado para que os usuários embarquem e desembarquem com tranquilidade e segurança durante o período do evento”, explicou a empresa.

Publicidade
Publicidade