Publicidade
Cotidiano
PARANÁ DA EVA

Corpo de homem desaparecido em naufrágio é encontrado por familiares

Homem estava desaparecido desde sábado (2), após acidente entre embarcações no município de Itacoatiara. Corpo foi encontrado por familiares em vila próxima ao local do acidente. Inquérito será instaurado pela Marinha 04/07/2016 às 15:22 - Atualizado em 04/07/2016 às 15:47
Show show nnn
Acidente entre embarcações deixou duas vítimas (Foto: Divulgação)
acrítica.com Manaus (AM)

O corpo do homem desaparecido no naufrágio de uma embarcação próximo à Vila do Paraná da Eva, no município de Itacoatiara (a 211 quilômetros de Manaus), foi encontrado na manhã desta segunda-feira (4). Cristiano Araújo Pereira, 33, estava desaparecido desde sábado (2), data do acidente entre a embarcação e uma balsa.

De acordo com os bombeiros, uma das vítimas resgatadas informou que o caso ocorreu por volta das 3h.

Na ocasião, segundo informou a Marinha do Brasil, uma embarcação de transporte de combustível teria atingido o barco, formado por um empurrador e uma balsa, que tinha uma tripulação de cinco passageiros. O barco não prestou socorro às vítimas.

Ainda de acordo com os bombeiros, três pessoas se salvaram enquanto outras duas ficaram presas no barco. Uma delas inalou muita água e teve uma parada cardíaca, sendo levada com vida até o hospital, mas não resistiu e morreu na unidade.

A última vítima, Cristiano Pereira, estava desaparecida desde sábado. Segundo a Marinha do Brasil, o corpo dele foi encontrado por familiares por volta das 9h, nas proximidades da Vila de Novo Remanso. As causas e responsabilidades do acidente serão determinadas em Inquérito Administrativo.

Vazamento

A Marinha ainda informou que quanto ao vazamento de combustível no Rio Amazonas, a quantidade será mensurada após a realização de um Inquérito Administrativo a ser instaurado. 

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) informou que está avaliando a situação quanto à extensão dos danos ambientais que possam ter havido para a adoção de procedimentos cabíveis. O órgão diz ainda que deve ir ao local durante a semana para averiguar o caso.

Segundo o Ipaam, o procedimento padrão quando se trata de acidentes com embarcações comerciais é saber a quem ela pertencia, o tipo de material que transportava, se ela está licenciada junto ao Ipaam e se ela possui plano de contingência para os casos de sinistro.

Publicidade
Publicidade