Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Notícias

Covardia: estudante de 12 anos é amarrado, golpeado com terçado e morto queimado em Coari

Vários homens invadiram a casa do estudante, que dormia sozinho no local. Eles amarraram a vítima, deram terçadada na cabeça e atearam fogo na residência



1.gif Corpo da vítima foi achado dentro de casa pelo próprio irmão de 21 anos
21/10/2015 às 09:25

Um estudante de apenas 12 anos de idade, identificado como Aleanderson Assunção Valela, foi brutalmente assassinado na madrugada do último sábado (17), no município de Coari, interior do Amazonas. A vítima foi morta com um golpe profundo na cabeça.

A arma usada foi um terçado. A informação foi confirmada pela delegada Ana Oliveira, da Delegacia de Coari. De acordo com a delegada, vários homens invadiram a casa do estudante, que estava sozinho na residência. Os suspeitos amarraram a vítima que estava dormindo, deram uma terçadada em sua cabeça e, em seguida, atearam fogo em toda a casa. A vítima não teve defesa e morreu na hora.



Segundo a delegada Ana Oliveira, quem encontrou o corpo do estudante foi o próprio irmão, identificado como Natanael Cavalcante de Assunção, 21. “Ele entrou na casa e encontrou o irmão. Em seguida veio na delegacia para registrar o caso”, disse.

A delegada informou que já possui nomes de vários suspeitos, mas disse que não poderia revelar o nome de nenhum. Porém o MANAUS HOJE teve acesso ao boletim de ocorrência registrado pelo irmão da vítima, onde ele acusa um homem identificado como Aluizio Meres Gama de ter invadido a residência do irmão e de tê-lo matado com o golpe de terçado.


No documento, ele relata que o suspeito entrou, pegou o irmão, deu uma terçadada e depois ateou fogo na casa. A delegada Ana Oliveira informou que os suspeitos ainda estão sendo investigados. Segundo Oliveira, a motivação também ainda é desconhecida pela Polícia Civil.

“Eu conversei com a família da vítima e a mesma disse que o jovem não sofria nenhuma ameaça de morte. Até o momento nós temos vários nomes de suspeitos e acredito que foi mais de uma pessoa que cometeu o crime, pelo menos tudo indica isso, mas ainda estamos investigando o caso”, disse.

A casa em que o estudante Aleanderson estava dormindo pertencia a um homem conhecido apenas como “Domingos”, que segundo o boletim de ocorrência seria um homem para quem o estudante fazia alguns trabalhos. O MANAUS HOJE tentou contato com familiares, mas sem sucesso.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.