Publicidade
Cotidiano
Notícias

CPI da Pedofilia: Prefeito de Coari irá depor no dia 27

Depoimento de Adail Pinheiro ocorrerá às 14h na Câmara de Deputados. As informações são da assessoria de Comunicação da CPI da Pedofilia 16/08/2013 às 07:42
Show 1
Prefeito Adail Pinheiro prestou depoimento, há quatro anos, para o presidente da CPI da Pedofilia, senador Magno Malta
jornal a crítica Manaus

O prefeito de Coari, Adail Pinheiro, confirmou nessa quinta-feira (15) que prestará depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no dia 27 deste mês. A audiência ocorrerá às 14h30 na Câmara dos Deputados. A CPI também definiu a nova data de retorno ao município, mas manterá o dia da viagem em sigilo. As informações são da assessoria de Comunicação da CPI da Pedofilia.

Os parlamentares querem ouvir Adail sobre uma suposta rede de exploração sexual de crianças e adolescentes, que seria chefiada por ele. Adail começou a ser investigado pela Polícia Federal em 2006, por suposto desvio de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) repassados ao município.

As denúncias de pedofilia começaram a aparecer no decurso dessas investigações, em escutas telefônicas judicialmente autorizadas, realizadas pela PF. As investigações culminaram na chamada Operação Vorax, cujo relatório foi divulgado em 2008.

“Concluímos pela conveniência de ouvi-lo aqui em Brasília. Obviamente que isso não nos impedirá de retornar ao município, para coletar os demais depoimentos, cujos requerimentos já foram aprovados”, disse a presidenta da CPI, deputada Erika Kokay (PT-DF).

No depoimento, Adail será solicitado a prestar esclarecimento sobre denúncias mais recentes, inclusive aquelas recolhidas durante a primeira diligência da CPI ao município, nos dias 8 e 9 de julho deste ano. Na ocasião, o prefeito não compareceu às audiências. Informou que estava no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para ser submetido a uma cirurgia de hérnia. Num dos depoimentos, uma garota de 13 anos e a mãe dela, afirmaram que, em maio do ano passado, por meio de terceiros, Adail teria tentado marcar um encontro com a criança. O prefeito nega a acusação.

Proteção
A mãe e a menina de 13 anos que denunciaram o prefeito à CPI da Pedofilia da Câmara dos Deputados foram tiradas no dia 19 de julho do município, e incluídas no Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas do Ministério da Justiça.

Publicidade
Publicidade