Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019
Notícias

Creche construída na gestão de Nicolau virará centro de mídias

Presidente da ALE-AM consultará a Seinfra e o MP sobre a possibilidade de mudar destinação de obra que está sob investigação



1.jpg Obra da creche da ALE está inacabada e passa por investigação do Ministério Público
05/02/2015 às 09:52

Nos próximos dez dias o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), deputado Josué Neto (PSD) consultará a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) e o Ministério Público do Estado (MP-AM) para fazer uma readequação da creche construída na gestão do ex-presidente da Casa Ricardo Nicolau (PSD), transformando-a em um centro de mídias.

A obra da creche está sendo investigada pelo MPE desde maio de 2014. O pacote que também inclui o centro médico do complexo da ALE-AM e o edifício-garagem teve a empresa RD Engenharia como a vencedora de todas as licitações.

A construção do edifício-garagem resultou em uma ação penal na Justiça estadual, onde respondem como réus Ricardo Nicolau, os dois sócios proprietários da RD Engenharia e mais 11 pessoas, entre funcionários da empresa e da ALE-AM. Os réus são acusados pelo MPE-AM de superfaturamento de R$ 5,5 milhões da obra. O centro médico também é alvo de investigação do MPE-AM.

“Nós temos hoje um prédio da creche que ainda não está acabada, esta com cerca de 80% executado, mas faltam 20%, e vamos nos próximos dez dias fazer uma consulta a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) e ao Ministério Público do Estado (MP-AM), no sentido de dar uma nova destinação para o prédio. Essa nova destinação é um consenso entre os deputados, não é algo apenas da minha cabeça. Existe um consenso dos colegas e que acham que devemos investir nessa área, que é fazermos daquele prédio um grande centro de tecnologia, informação e comunicação”, disse Josué Neto.

As obras da creche foram paralisadas em 2013 por determinação do próprio presidente da Casa. A época, Josué Neto justificou o não andamento da construção do prédio por conta das suspeitas que a envolvem.

“Essa obra está suspensa desde março de 2013. Nós assim definimos até para que possa dar uma nova orientação, uma nova fiscalização. Não podemos dar sequência com uma obra que existe a possibilidade de ter algo errado sobre ela”, declarou o parlamentar.

Licitada por R$ 2,1 milhões, a creche da Assembleia Legislativa do Estado já teve R$ 675,2 mil pagos.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.