Publicidade
Cotidiano
Notícias

Crescimento da violência: AM passa do 19º para o 8º em mortes

Estudo ‘Mapa da Violência’ revela que taxa de homicídios no Estado cresceu 346,5% no período de dez anos 19/07/2013 às 08:02
Show 1
Morte de jovens por armas de fogo no Amazonas cresceu 414% em dez anos
ANA CELIA OSSAME ---

O Estado do Amazonas é o 8º no País em taxas de homicídios por 100 mil habitantes, apresentando um aumento de 166,9% entre 2001 e 2011. O dado faz parte do estudo “Mapa da Violência 2013: Homicídio e Juventude no Brasil”, publicado nesta quinta-feira (18) pelo Centro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) denominado “Mortes Matadas por Armas de Fogo”. Na região Norte, o Amazonas só perde para o Pará em taxa de homicídios. Em 2001, o Estado era o 19º entre os demais do País em taxas de homicídios, informa o estudo.

Entre as capitais, Manaus tinha o registro de 223 homicídios em 2000 e passou para 567 em 2010, totalizando um aumento de 154,3%. A taxa de óbito que era de 15,9% subiu para 31,5%, ficando a 12º maior no País. O crescimento do número de homicídios por arma de fogo aconteceu também na maioria dos estados brasileiros.

Em 30 anos, a taxa de homicídios no Brasil cresceu 346,5%, informou estudo baseado em dados do Subsistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde. O levantamento de mortes no período de 1980 e 2011 foi feito entre as mortes não naturais e violentas também entre jovens, registrando também crescimento preocupante.

Entre acidentes, homicídio ou suicídio, o índice de morte entre jovens cresceu 207,9%. Se forem considerados só os homicídios, o aumento chega a 326,1%. O mapa aponta que das cerca de 34,5 milhões de pessoas com idade entre 14 e 25 anos, em 2011, o equivalente a 73,2% morreram de forma violenta. Na década de 1980, o percentual era 52,9%.

JOVENS

No número de homicídios na população jovem, o Amazonas também cresceu negativamente, passando da 17ª posição para a 8ª, entre 2001 e 2011, quando a taxa passou para 74,2 por 100 mil, com aumento de 164,2%.

Enquanto no conjunto da população os números cresceram 346,5% ao longo do período, entre os jovens esse crescimento foi de 414,0%. 

Em 2001 a taxa de homicídios no Estado era de 16,7, passando para 36,4 em 2011. Crescimento de 118,7% no Estado e 122,8% em Manaus. Neste aspecto o Amazonas perde apenas para Alagoas, Espírito Santo, Paraíba, Pará, Pernambuco, Bahia e Distrito Federal.

A reportagem tentou ouvir a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM),  mas até o fechamento da edição, não obteve resposta.

Publicidade
Publicidade