Publicidade
Cotidiano
BUSCAS

Irmãos de 9 e 11 anos desaparecem após sair para pescar com avô no rio Negro

Segundo a família, o avô e um parente foram pegar isca e, quando retornaram, não encontraram mais os garotos e nem a embarcação deles 14/03/2017 às 10:11 - Atualizado em 14/03/2017 às 11:59
Show 77
Welisson, a irmã deles, Cristielly, e Wendel (Foto: Acervo pessoal)
Vinicius Leal Manaus (AM)

Dois garotos irmãos, de 9 e 11 anos, desapareceram no início da tarde de ontem, segunda-feira (13), por volta das 12h, após sair para pescar com o avô no rio Negro, na comunidade do Pagodão, localizada na zona rural de Manaus, próxima ao município de Novo Airão. As buscas pelos dois foram iniciadas hoje pelo Corpo de Bombeiros.

Welisson do Nascimento Pessoa, 9, e Wendel do Nascimento Pessoa, 11, estavam com o avô, Francisco dos Santos Nascimento, de 80 anos, e mais um parente da família, identificado como Paulo, em uma embarcação tipo voadeira. “Eles foram pescar com o avô. Enquanto o avô e o Paulo foram pegar a isca, eles ficaram esperando. Quando eles voltaram, (os meninos) não estavam mais”, disse o tio dos garotos, Elmo Ferreira Pessoa, 37

Segundo o tio, a suspeita é que os dois adultos demoraram a retornar e os dois irmãos tentaram voltar para casa por conta própria. “Não sei exatamente quantos minutos eles passaram desde que foram atrás da isca. Acho que eles demoraram”, explicou o tio. “Não sabemos se eles tentaram voltar para casa e não acertaram o caminho. Eles sempre saem para pescar com o avô”, completou o tio.

Na foto ao lado, Wendel de 11 anos (Foto: Acervo pessoal)

A irmã dos garotos, Cristielly Nascimento Pessoa, de 16 anos, afirmou que os dois meninos sabem remar e conduzir uma canoa. “Eles são uma benção, vivem rindo, brincando, pulando. Eles sabem conduzir canoa e remar. O mais velho sabe”, disse. “Eu moro em Manaus e eles moram lá (na comunidade) há uns quatro anos com o resto da família. Somos seis irmãos ao todo”, explicou.

Os familiares dos dois garotos registraram o desaparecimento deles em uma delegacia de Manaus. “Sim, fizemos B.O. Agora estamos indo lá para o Porto da Panair pegar uma lancha e ir para a comunidade”, acrescentou o tio, Elmo. Até a publicação desta matéria, nenhuma das duas crianças havia sido encontrada.

Outros casos

Na última semana, outras seis crianças desapareceram em rios do Amazonas, em diversos municípios do Estado. Em Nova Olinda do Norte, na última quinta (9), duas crianças de 1 e 5 anos desapareceram após o naufrágio de uma lancha no rio Madeira e até o momento não foram encontradas.

No município de Itapiranga, uma criança desapareceu após cair de uma balsa no rio Uatumã; ela foi encontrada morta pelos bombeiros um dia depois. Já em Caapiranga, três crianças desapareceram após uma canoa afundar no rio Manacapuru; duas crianças foram localizadas e a outra ainda estava desaparecida.

Publicidade
Publicidade