Terça-feira, 27 de Outubro de 2020
Notícias

Dados do Caged mostram saldo positivo de empregos no AM

Em março, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), houve criação de 1.391 postos de trabalho, alta de 0,2% em relação fevereiro



1.jpg O mercado de trabalho está mais acessível aos amazonenses
19/04/2013 às 09:15

O Amazonas gerou no mês de março 1.391 postos de trabalho, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Entre os setores de atividade responsáveis por esse desempenho estão: Serviços (+761 postos), Indústria de Transformação (+591 postos) e Administração Pública (+93 postos). “Os resultados foram positivos, estávamos mais otimistas, mas isso mostra uma recuperação de mercado”, avalia o superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Amazonas (SRTE-AM), Dermilson Chagas.

Em março foram admitidos 17.162 trabalhadores e demitidos 15.841 deles. Em relação a fevereiro, o  nível de emprego manteve-se estável, com alta de 0,29%. No acumulado do ano, foram contratados 53.649 e demitidos 51.233, o que representa um saldo de 2.416 empregos (+0,54%).



Apenas três setores não apresentaram bons resultados em março: Construção Civil (-181 postos), SIUP (-66 postos) e Extrativista Mineral (-6 postos). Para o Eduardo Lopes, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon), esses números são refletem a sazonalidade do setor. “Quando termina uma obra, nem todos os funcionários são contratados para a próxima, isso depende da demanda”, aponta.

Entretanto, agora no segundo semestre, a construção civil deve se recuperar. “Historicamente o setor contrata mais a partir do segundo mês do ano por conta do início do verão, época que as empresas buscam dar andamento as obras”, disse Lopes.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.