Domingo, 01 de Agosto de 2021
Oportunidade

Defensoria abre seleção de estágio para pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo

Projeto da DPE-AM, Nosso Coração Também é Azul, lança processo seletivo para quatro vagas de estágio de nível superior, com inscrições até 30 de abril



Sem_titulo_E0736ABA-457E-4ED1-9A3D-25F1D7C2906E.jpg Foto: Divulgação
22/04/2021 às 11:23

“Nunca tinha trabalhado, o estágio foi meu primeiro trabalho. E gostei muito, me senti acolhida. Me identifiquei com a profissão de defensor”. É assim que a estudante de Direito, Maria Necy Bentes Brazão, de 27 anos, define sua experiência como estagiária da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), no projeto Nosso Coração Também é Azul. Destinado a pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), o projeto lançou na terça-feira (20/04) edital para mais um processo seletivo de estágio. A abertura da seleção ocorre no Abril Azul, dedicado a dar visibilidade a essa comunidade que busca maior inclusão na sociedade. 

 



O processo seletivo é destinado ao preenchimento de quatro vagas de estágio para nível superior, em unidades da DPE-AM previamente selecionadas após processo de capacitação. A bolsa de estágio é no valor de R$ 946,20. O edital está disponível no Diário Oficial Eletrônico (DOE) da Defensoria. O objetivo do estágio oferecido por meio do Nosso Coração Também é Azul é proporcionar a inclusão, a máxima autonomia e a acessibilidade a pessoas como Maria Necy, estudante do 5º período do curso de Direito que estagiou na Defensoria Pública dos Direitos Humanos, entre fevereiro de 2020 e janeiro de 2021.

“No começo, o estágio era presencial, e eu fazia atendimento aos assistidos. Mesmo tendo dificuldade de socialização, eu conseguia com o apoio dos outros que trabalhavam lá. Os assuntos também, as atividades desenvolvidas para os assistidos, eram algo que eu gostava, e acabei tendo um hiperfoco no assunto. Apesar de no começo ter tido algumas dificuldades, consegui superá-las, pois estava me sentindo tão bem em estar fazendo algo e ser útil. Também fazia declarações, ofícios, peças, entre outros. Depois, por causa da pandemia, o estágio passou a ser em home office”, comenta Maria Necy.

De acordo com o edital, poderão concorrer às vagas de estágio os estudantes que estiverem cursando a partir do 2º ano de qualquer curso superior. O estágio terá duração de seis meses, podendo ser prorrogado até o limite de 12 meses. 

Para Maria Necy, a sociedade ainda está carente de projetos de inclusão de pessoas com TEA. “Porque a maior parte das pessoas ainda não sabe o que é autismo, não sabe que tem níveis, que cada autista é único, e nós, autistas, só precisamos de uma oportunidade para mostrar que somos capazes. Já sofri muito preconceito quando procurei emprego. As pessoas acham que eu não sou capaz, e sei que tem outros autistas que se sentem assim como eu. Muitas vezes o autista pode demorar um pouco para se sentir bem e criar uma rotina no ambiente de trabalho, mas depois que isso acontece podemos perfeitamente trabalhar”, afirma a estudante.

Inscrições – As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio da Escola Superior da Defensoria Pública (Esudpam), pelo e-mail esudpam@defensoria.am.gov.br, até o dia 30 de abril. Para realizar a inscrição, o candidato deverá encaminhar para o e-mail, um documento pessoal com foto, curriculum vitae e laudo médico, atestando estar na condição de pessoa com deficiência (transtorno do espectro do autismo), todos digitalizados. 

Processo de seleção – A seleção dos candidatos será feita pela Esudpam e por equipe multiprofissional, em um processo de duas etapas. Na primeira, será realizada a pré-seleção e análise de currículo. Serão levadas em consideração, primeiramente, as potencialidades dos candidatos, seguida de análise do currículo, bem como será avaliado o tempo de experiência e compatibilidade com as atividades da Defensoria. No caso de não haver inscritos com esta experiência, será considerado o tempo de experiência em projetos de extensão e/ou pesquisa da respectiva faculdade, bem como as especificidades da atividade a ser exercida pelo estagiário. 

Na segunda etapa, será realizada uma entrevista. Os candidatos pré-selecionados serão convocados, eles e seus pais ou responsáveis, de forma virtual pelo googlemeet, com datas pré-agendadas para o período de 5 a 7 de maio de 2021, conforme edital de convocação a ser publicado após o fim do prazo de inscrições.

Sonho – Maria Necy agora está estagiando no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e sonha em se tornar defensora pública. “Vi que o defensor ajuda os assistidos e tem uma interação com eles. Eu gostei disso. Mesmo sendo autista e tendo um pouco de dificuldade de interagir, gosto muito de qualquer assunto relacionado a Direito, principalmente quando é para ajudar pessoas mais vulneráveis. Eu me sentia feliz lá, quando estagiava, e já decidi que vou estudar bastante quando terminar a faculdade para prestar concurso para a Defensoria. Sei que vai demorar um pouco, mas eu vou conseguir”, afirmou.

Iniciativa – O projeto Nosso Coração Também é Azul foi idealizado e lançado em 2019, pela coordenadora de Programas e Projetos da Defensoria, defensora pública Flávia Lopes, falecida em abril de 2020. Inspirado em uma iniciativa semelhante da Defensoria Pública da Bahia, o projeto da DPE-AM é inédito no Brasil por criar uma equipe multiprofissional destinada a selecionar os candidatos a estágio. 

Com o Nosso Coração Também é Azul, a DPE-AM foi destaque no III Congresso de Atuação Interdisciplinar nas Defensorias Públicas do País, realizado nos dias 28 a 30 de agosto de 2019. O projeto foi apresentado na mesa que debateu “Articulações interdisciplinares”, com a participação da defensora Flávia Lopes, que foi acompanhada pela psicóloga Luciana Alencar Peixoto, também do órgão.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.