Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Notícias

Defesa do ex-goleiro Bruno pede anulação da certidão de óbito de Eliza

A intenção da defesa era também suspender o julgamento do goleiro, mas a juíza indeferiu os pedidos



1.jpg "A senhora não deveria se basear apenas em uma afirmação de um corréu", disse o defensor Lúcio Adolfo da Silva ao apresentar o pedido
04/03/2013 às 11:42

O principal advogado do ex-goleiro Bruno, Lúcio Adolfo da Silva, pediu na manhã desta segunda-feira (4) durante o julgamento do suspeito de mandar matar a modelo Eliza Samudio em 2010, que a certidão de óbito de Eliza seja cancelado.

O documento foi expedido pela Justiça de Minas Gerais, por pedido da juíza Marixa Rodrigues. A magistrada levou em consideração o depoimento do correu, Luiz Henrique Romão, o Macarrão.



De acordo com o pedido do advogado de defesa, a juíza não deveria autorizar a expedição do documento baseada no depoimento. "A senhora não deveria se basear apenas em uma afirmação de um corréu", disse o defensor ao apresentar o pedido.

Após analisar todas as preliminares e negar o pedido da defesa de Bruno, a juíza respondeu ao advogado afirmando que "não há que se falar em cerceamento de direito de defesa."

A intenção da defesa era também suspender o julgamento do goleiro, mas a juíza indeferiu os pedidos.






Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.