Domingo, 09 de Maio de 2021
Fiscalização

Defesa Vegetal da Adaf fiscaliza mais de 52 mil veículos e apreende 23,29 toneladas de cargas de vegetais irregulares

Este é o balanço de janeiro até novembro do ano passado



0921d87e-606e-4c06-b801-3ba1e65d6c55_7C771890-AA30-43EF-83DB-7614C9AE0826.jpg Foto: Divulgação / Adaf
04/01/2021 às 09:13

Mais de 52 mil veículos fiscalizados, 405 apreensões de cargas de vegetais irregulares e 225 propriedades visitadas para levantamento fitossanitário. Esse é o balanço das atividades realizadas pela Gerência de Defesa Vegetal (GDV) da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) entre janeiro e novembro de 2020.

Nesse período, a Adaf apreendeu 23,29 toneladas de vegetais e suas partes, medida fundamental para impedir a internalização de pragas quarentenárias, com ênfase na mosca-da-carambola, que está presente em Roraima, Pará e Amapá.



“Quando o Estado se propõe a defender suas fronteiras da entrada de novas pragas e a combater as espécies aqui existentes e que estejam causando danos expressivos, ele está, na verdade, protegendo um patrimônio intangível, que é a sanidade de nossa agricultura, sem a qual estaríamos fadados a consumir alimentos mais caros e de menor qualidade”, destaca o gerente de Defesa Vegetal, Luiz Fernando da Silva.

As 405 apreensões resultaram da abordagem a 52.705 veículos, um aumento de 22% em relação ao total de fiscalizações de 2019, quando foram vistoriados 43.036 transportes nas barreiras instaladas em Manaus, Parintins, Humaitá, Presidente Figueiredo e Iranduba.

Também nos últimos 11 meses, a Adaf visitou 225 propriedades como parte do levantamento fitossanitário que visa à detecção de pragas ausentes no Amazonas e mapeamento de extensão de áreas afetadas por pragas presentes no estado, auxiliando na adoção de medidas de erradicação e prevenção de novos focos.

Além disso, para manter a sanidade vegetal do Amazonas, a Adaf entregou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), até o momento, 11 pacotes de sementes desconhecidas oriundas de outros países. O material é repassado à pasta para análise pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária.

A pessoa que receber pelos Correios pacotes com sementes não solicitadas deve manter a embalagem fechada e comunicar o fato imediatamente à Adaf ou ao Mapa pelos telefones (92) 99390-1750 ou 0800-704-1995, sem medo de ser penalizada.

Agrotóxicos – De janeiro a novembro, a Gerência de Agrotóxicos e Insumos Veterinários da Adaf certificou cinco estabelecimentos amazonenses (três revendas, uma prestadora de serviços e um posto de recebimento de embalagens vazias), que se tornaram aptos a atuar com defensivos agrícolas no estado. Além disso, renovou o registro de 11 estabelecimentos já regularizados.

A agência também ampliou de 600 para 612 o total de agrotóxicos cadastrados e realizou 45 atividades de fiscalização e/ou orientação junto a estabelecimentos que revendem, prestam serviços ou recebem embalagens vazias de agrotóxicos.

As ações de fiscalização da Adaf resultaram, ao longo do ano, na apreensão de 396,4 litros e 70,325 quilos de agrotóxicos.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.