Sábado, 18 de Setembro de 2021
Raptos sem dados

Delegada contesta vereador sobre raptos de crianças sem comprovação

Parlamentar divulgou, na tribuna da CMM, sem apresentar dados oficiais ou nomes, suposto esquema de sequestro de crianças



Sem_titulo_F6C04C6D-EB4F-4D2B-B4C6-93F945451CAC.jpg Foto: Divulgação
15/09/2021 às 07:29

Sem citar nomes, números oficiais, nem dados das supostas vítimas, o vereador Dione Carvalho (Patriota) divulgou, ontem, na tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM) o aumento de casos de sequestros de crianças em Manaus. “As informações que me passaram é que tem duas mulheres em um veículo preto que ficam sequestrando as crianças próximo às escolas”, alertou o vereador.  “Com as investigações, futuramente vamos citar nomes e dado de tudo o que ocorreu com esses casos”, disse.

De acordo com o vereador, mães de crianças desaparecidas, cujos nomes ele não apresentou, o teriam procurado para relatar os casos de desaparecimento de seus filhos. “Recebi denúncias de mães de crianças que observaram que existem algumas áreas de estado de vulnerabilidade de social. O grupo de pessoas  estariam sequestrando crianças, segundo elas”, disse o vereador.

Dione disse que para verificar a situação irá comunicar os casos relatados a titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCE). “Precisamos que a doutora Débora (Mafra) avalie a situação para saber se tem mesmo esse caso, se essas informações fundadas em diligências verdadeiras. Alguns meses atrás eu fiz a mesma denúncia baseada em um grupo de pessoas. Essas foram verdadeiras e confirmadas” disse.

O vereador salientou que acredita que exista um  grupo de pessoas que sequestra crianças para fins de tráfico de órgãos. “Mas o que me deixa preocupado é que, com o começo das aulas, novos casos de crianças começaram a surgir. Então, que a gente faça juntos e nos irmanemos a essa causa. É uma causa que tem que ser compartilhada por todos os órgãos, pelo prefeito e pelo governador. Por todos. Eu posso imaginar e sentir a dor de um pai e de uma mãe quando uma criança desaparece”, disse o parlamentar.

O vereador pediu providências tanto dos órgãos responsáveis da capital quanto do estado para evitar o desaparecimento de crianças em portas de escolas.

O vereador Raulzinho (PSDB) disse que as autoridades de segurança devem ter o registro dos desaparecimentos. “Todo pai, toda mãe vai a delegacia para que a delegacia investigue os casos de seus filhos desaparecidos. Mas a gente tem que ser mais amplo. Temos outras mazelas que atingem as nossas crianças. Tivemos um grupo que fez fiscalizações nos sinais e constataram que crianças estão sendo alugadas para pedir esmola”, disse.

 

Delegacia nega

 

Consultada  sobre o assunto, a titular da delegacia especializada em proteção à criança e ao adolescente (DEAPCA), Joyce Coelho, disse que não procedem as informações prestadas pelo vereador Dione Carvalho durante plenária da CMM nesta terça-feira. “Não recebemos nenhuma denúncia sobre esses supostos casos de sequestros em portas de escolas. Pedimos as pessoas que necessitem fazer denúncias que as faça para o órgão oficial de investigação, a Deapca para procedermos o processo de investigação. Não temos conhecimento sobre essas denúncias e não há registros desses casos na especializada”, disse a delegada Joyce Coelho.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.