Publicidade
Cotidiano
ANÁLISE

Demanda do SUS é alvo de pesquisa para achar melhorias no serviço de saúde do AM

Projeto fomentado pela Fapeam realizou entrevistas com 4.001 adultos na capital e na Região Metropolitana. Estudo também tem como objetivo obter um perfil de doenças crônicas não transmissíveis 18/07/2016 às 15:38
Show vacina
Segundo pesquisadora, projeto irá auxiliar no planejamento de investimentos no Estado (Foto: Luiz Vasconcelos/AC)
acrítica.com* Manaus (AM)

Uma análise de um inquérito populacional feito em 2015, por meio do qual foram entrevistados 4.001 adultos em Manaus e na Região Metropolitana da cidade quer identificar como estão sendo utilizados os serviços de saúde, tanto consultas médicas quanto odontológicas e hospitalização, por essa população. O objetivo é conhecer o comportamento dessas demandas pelos serviços a fim de nortear ações de planejamento.

O projeto de pesquisa é fomentado pelo Governo do Amazonas, por meio do programa RH Doutorado, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Segundo a colaboradora do projeto Maria Elizete de Almeida Araújo, as entrevistas foram realizadas em domicílio e procuraram verificar a situação de saúde, o uso dos serviços do SUS e fatores associados.

Segundo a pesquisadora, a partir da identificação das demandas em saúde desse grupo será possível planejar melhor os investimentos na área no Estado. “Essas ações de planejamento servirão para mudar este cenário com a finalidade de dar mais atenção a esses serviços de saúde básica”, disse Elizete.

Outra finalidade do projeto de pesquisa é obter um perfil de doenças crônicas não transmissíveis na população de Manaus e Região Metropolitana, a exemplo de doenças cardíacas, diabetes mellitus, doenças respiratórias, artrite reumatoide e hipertensão. O desenvolvimento destas evidências poderá subsidiar ações de prevenção que contribuirão para as políticas públicas de saúde na região, além de fontes de dados para produção científica, produção de monografias para alunos de graduação, dissertações de mestrado e teses de doutorados. 

“O projeto envolve alunos de doutorado da Universidade de Brasília (UnB), de mestrado do Programa de Pós-Graduação de Ciências Farmacêuticas e de Cirurgia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), e alunos de iniciação científica do curso de Medicina da Ufam, que poderão contribuir com o que estão aprendendo para a própria comunidade onde vivem”, afirmou a colaboradora do projeto.

Benefícios à sociedade

De acordo com a pesquisadora, vários estudos serão gerados com este projeto de pesquisa, que trarão diversos benefícios para a sociedade. Dentre eles, será feita uma revisão sistemática sobre o acesso e utilização dos serviços de saúde pela população, apontando melhorias no serviço.

Além disso, uma revisão dos estudos de base populacional sobre a prevalência de doenças crônicas e fatores de risco na população brasileira, e uma análise da prevalência de doenças crônicas e fatores de risco na região metropolitana de Manaus, também serão abordados na pesquisa, com o intuito de encontrar melhores formas para a prevenção e combate dessas doenças crônicas não transmissíveis.

Para Elizete, o apoio da Fapeam é essencial para fomentar estudos em uma área tão visada, como é a área da saúde. “Todo esse incentivo ajuda a fixar pesquisadores na região, e a mostrar que a Ciência é tão importante quanto qualquer outro setor e que também precisa de muito investimento”, afirmou Araújo.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade