Publicidade
Cotidiano
conscientização

Deputado estadual Carlos Alberto promove blitz contra a exploração do trabalho infantil

Presidente da Comissão de Jovens, Crianças e Adolescentes da Assembleia Legislativa do Estado (CJCA/Aleam), Carlos Alberto e sua equipe, incluindo assistentes sociais e psicólogos, promoveram a blitz no cruzamento entre a avenida Djalma Batista e rua Pará, no Vieiralves, onde distribuíram panfletos com orientações 13/06/2016 às 10:29 - Atualizado em 15/06/2016 às 12:23
Show dep2
Fotos: Divulgação/Arthur Castro
ACRITICA.COM*

Com o slogan "Diga não ao trabalho infantil", o deputado estadual Carlos Alberto (PRB-AM) foi às ruas da capital, durante este último final de semana, para conscientizar a população quanto a atenção que deve ser dada às crianças e as medidas que o poder público pode adotar para o enfrentamento dessa ação criminosa.

"Enquanto nossas crianças têm seu trabalho explorado, quase que invariavelmente por adulto que se aproveita dessa mão de obra, perdemos a chance de ver esses menores no lugar que lhe são devido: a escola", observou o deputado.

Presidente da Comissão de Jovens, Crianças e Adolescentes da Assembleia Legislativa do Estado (CJCA/Aleam), Carlos Alberto e sua equipe, incluindo assistentes sociais e psicólogos, promoveram a blitz no cruzamento entre a avenida Djalma Batista e rua Pará, no Vieiralves, onde distribuíram panfletos trazendo orientações para que juntos, parlamento e população, se unam para erradicar o trabalho infantil.

"Quando recebemos o apoio da população temos, assim, a constatação de que não estamos sós, e que existe sim, a preocupação de ambas as partes no cuidado e zelo por nossas crianças.

Durante a ação coordenada pela CJCA, vários motoristas e pedestres, que transitavam pelas ruas incluídas na blitz, aderiram a atividade e se mostraram dispostos a buscar alternativas para o fim do trabalho infantil. "Estamos fazendo a nossa parte como parlamentar e, ao receber o apoio vindo do povo nos faz acreditar que existe um clamor ao fim dessa violência praticada contra nossas crianças", afirmou.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade