Domingo, 19 de Maio de 2019
POLÍTICA

Deputados do AM aproveitam último dia de 'janela partidária' para mudança de partidos

No dia do fechamento, Vicente Lopes, Wanderley Dallas, Platinny Soares e Sidney Leite aproveitaram para filiação em outras legendas. Com isso, PSB e PSD ampliam cadeiras na Assembleia



deputados.jpg
Foto: Reprodução
06/04/2018 às 21:32

No dia de fechamento da “janela partidária”, ontem, os deputados estaduais Vicente Lopes, Wanderley Dallas, Platinny Soares e Sidney Leite aproveitaram a oportunidade para a filiação em outras legendas. Com essas duas alterações subiu para nove o número de parlamentares que se beneficiaram com a brecha da lei eleitoral. Com as mudanças, o PSB e o PSD ampliam suas bancadas na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) com três deputados, cada.

O deputado Sidney Leite, que estava sem partido, oficializou a ida ao Partido Social Democrático (PSD). “Continuo comprometido com a educação, a saúde, segurança e setor primário. E entro em um partido forte e com grande representatividade nacional para seguir lutando por essas causas e somar na nova sigla”, afirmou o parlamentar que deixou no dia 28 de março o PROS, partido do qual foi fundador no Amazonas, em 2013. A escolha do nome do partido é uma homenagem ao ex-presidente da República Juscelino Kubitschek, filiado ao homônimo Partido Social Democrático, que existiu entre 1945 e 1965.

Vicente Lopes e Wanderley Dallas, que pertenciam ao MDB, do senador Eduardo Braga, assinaram a ficha do PDT, partido comandado pelo governador Amazonino Mendes.

O deputado estadual Platiny Soares, que deixou o DEM e migrou para o PSL, ao não ser contemplado com o comando da sigla, assinou ontem a ficha de filiação do PSB, do deputado estadual Serafim Fernandes, onde também já desembarcou o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), David Almeida. 

Outras mudanças

O deputado Orlando Cidade desfalcou o Podemos, de Abdala Fraxe e Francisco Souza, para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados pelo PV. O decano da ALE-AM, Belarmino Lins deixou o Pros para tentar o 8ª mandato pelo PP, de Rebecca Garcia. “Serei apenas mais um operário a trabalhar no PP, a serviço das nobres causas da população do Amazonas”, disse.

Já o irmão, Átila Lins, atual deputado federal, assinou a ficha de filiação, ontem, a sigla de Belão, em Brasília. “No PP, vou ter condições de ajudar muito mais o nosso Estado e, principalmente, os municípios mais carentes”, comenta Átila, ressaltando a força do PP na Esplanada dos Ministérios na capital federal onde o partido comanda as pastas da Saúde, Agricultura e Cidades.

Outro que se desligou da antiga legenda, Doutor. Gomes, ex-PSD, fechou com o PRP e assumiu o comando da legendas no Amazonas. “A mudança é necessária para que o político cumpra sua função social de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população”, disse.

Vereadores

Mesmo não estando protegidos pela janela partidária três vereadores de Manaus aproveitaram para trocar de legenda. Felipe Souza, que era do Podemos, foi para o PHS. Roberto Sabino, do PROS, migrou para o PHS. E Bessa, que foi eleito pelo PHS, assinou com o Solidariedade.

Filiação

Quem quiser se candidatar nas eleições deste ano tem até hoje para fazer sua filiação partidária.  A legislação eleitoral brasileira proíbe a candidatura avulsa. Ou seja, nenhum candidato pode disputar uma eleição sem que esteja com filiação deferida.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.