Publicidade
Cotidiano
TERRAS CAÍDAS

Deslizamento de terra destrói sepulturas localizadas à beira do rio em Anamã

Área do cemitério na orla da cidade foi levada pelo fenômeno de “terras caídas”, erosão comum na época da vazante dos rios na Amazônia 11/09/2017 às 11:56
Show b5621bcd 4e23 42d7 b2ab f635aff0398f
Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Anamã
Vinicius Leal Manaus (AM)

Um deslizamento de terra destruiu sepulturas localizadas à beira do rio no município de Anamã, a 165 quilômetros de Manaus. A área do cemitério que fica na orla da cidade, na região conhecida como Paraná do Anamã, a cerca de dois quilômetros do perímetro urbano, foi levada pelo fenômeno de “terras caídas”, erosão comum na época da vazante dos rios na Amazônia.

Até agora, cerca de três metros de barrancos já deslizaram naquela parte da orla da cidade e pelo menos dez sepulturas foram destruídas e levadas pelas águas do rio. Outros dez túmulos estão ameaçados de cair. Alguns parentes de pessoas enterradas próximas da área atingida providenciaram, por conta própria, a transferência dos restos mortais para outro local do cemitério.

O prefeito de Anamã Raimundo Chicó visitou o cemitério e constatou o desmoronamento das terras e a destruição de sepulturas. “Já autorizei a Secretaria Municipal de Infraestrutura a realizar um levantamento para conter os desmoronamentos e viabilizar uma nova área com segurança para que esses fenômenos não aconteçam. A secretaria já está agilizando algumas questões de urgência”, disse o prefeito.

De acordo com a Prefeitura Municipal de Anamã, o objetivo agora é através do levantamento de informações produzir um relatório e buscar recursos públicos para iniciar obras de solução do problema, como transferência de sepulturas e reconstrução daquele trecho do cemitério e da orla.

Publicidade
Publicidade