Publicidade
Cotidiano
DESMORONANDO

Prefeitura de Parintins afirma que não tem recursos para recuperar a orla da cidade

Local cedeu durante a chuva da manhã de Páscoa (27) e a área foi toda interditada; gestão alega que investimento poderia colocar em risco o pagamento dos salários dos servidores e ações de saúde, educação e serviço social 28/03/2016 às 18:32
Show desmoronou orla municipio acrima20160328 0024 1
Área que desmoronou na orla do município (Jossinéias Farias)
Rafael Seixas Manaus (AM)

A Prefeitura de Parintins se manifestou sobre o desmoronamento que ocorreu na manhã deste domingo (27) em parte da orla da Ilha Tupinambarana, na rua Judith Prestes, no Centro da cidade. Em nota, a gestão municipal afirmou que a “obra exige um forte conhecimento técnico e investimentos além da capacidade orçamentária do município”.

Conforme o documento, o investimento poderia colocar em risco os compromissos da prefeitura, como os salários dos servidores e ações nas áreas da saúde, da educação e da ação social.

“A prefeitura tem buscado apoio  do Governo do Estado e do Governo Federal, com apoio de parlamentares federais, para solucionar de forma definitiva esse problema, evitando-se desse modo prejuízos para os moradores, prejuízos financeiros para os comerciantes da área e para a nossa querida cidade de Parintins”, diz trecho da nota.

Ainda segundo o comunicado, as fortes chuvas dos últimos dias ajudaram a ocorrer o desmoronamento. “O trecho da rua em questão [rua Judith Prestes] existia um ‘muro com escadaria’, construídos sem os critérios rigorosos de engenharia que a obra exige para o local. Ou seja, sem drenagem, aterro de péssima qualidade e estrutura de fundações praticamente inexistentes”, informou a prefeitura em nota.

“Desde 2013, a prefeitura sempre olhou com preocupação para essa área. Desse modo, elaborou relatórios e encaminhou às autoridades, nas esferas Estadual e Federal, em busca de apoio para evitar o ocorrido. Medidas de interdições parciais foram efetivadas, inclusive com obras de drenagem para diminuir a infiltração e evitar possíveis deslizamentos,  sempre com a anuência dos órgãos estaduais  como a Defesa Civil e Corpo de Bombeiros”, acrescentou.

Por fim, a prefeitura informou que está aberta a sugestões que possam contribuir para solução do problema no menor espaço de tempo possível.

Publicidade
Publicidade