Sexta-feira, 15 de Outubro de 2021
Polícia Federal

“Desvio de Conduta”: PF dá seguimento a operação e investiga participação de funcionários dos Correios

Investigações iniciaram em julho deste ano, após a prisão de um dos receptadores pela Policia Civil do Amazonas



WhatsApp_Image_2021-08-24_at_12.44.59_DA8B8474-D2EF-42CE-A35B-83515E017B56.jpeg Foto: Gilson Mello
24/08/2021 às 13:13

Quatro mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão temporária, além de dois mandados de afastamentos cautelares de funcionários públicos da Receita Federal do Brasil foram cumpridos na manhã desta terça-feira (24) pela Polícia Federal, em Manaus, durante a Operação "Desvio de Conduta". A ação busca ainda identificar outros envolvidos, como receptores e funcionários dos Correios.

Conforme o titular da Delegacia De Repressão A Crimes Contra o Patrimônio e ao Tráfico De Armas, delegado federal Marcelo Dias, as investigações acerca do desvio de produtos que se encontravam no fluxo postal dos Correios iniciaram em julho deste ano, após a prisão de um dos receptadores pela Policia Civil do Amazonas.

Segundo a autoridade policial, dois servidores públicos da Receita Federal do Brasil realizavam desvios de mercadorias do fluxo postal e a encaminhavam para receptadores. A função dessas pessoas era vender os produtos em plataformas digitais como OLX e Facebook. As investigações buscam ainda identificar outras pessoas envolvidas no crime.

“A gente está investigando o envolvimento de outras pessoas, além dos terceiros que eram receptadores. Estamos apurando ainda o envolvimento de pessoas que são, inclusive, dos Correios”. Entre as mercadorias desviadas pelos criminosos estavam celulares, smartwatchs, smartbands e outros. Em uma análise inicial feita pela Polícia Civil do Amazonas, foi contabilizada uma apreensão que gira em torno de R$ 60 mil.

O delegado federal Marcelo Dias alerta à população que realiza compras em plataformas como OXL. Ele pede que as pessoas fiquem atentas para a procedência do produto. “A pessoa que está comprando pode ser responsabilizada? Se ela compra de boa-fé, não! Nós tínhamos celulares de R$ 8 mil reais sendo vendidos por R$ 3 mil, ou seja, aí tem alguma coisa errada. Quem estiver comprando nessas plataformas precisa verificar a procedência da mercadoria, se tem uma nota fiscal, por exemplo”, destacou.

“Qualquer desvio de produtos dentro fluxo postal pode e deve ser denunciado na Polícia Federal”, ressaltou ainda. 

A ação da Polícia Federal cumpriu mandados judiciais expedidos pela Juíza da 4ª Vara Federal do Amazonas, sendo quatro Mandados de Busca e Apreensão e quatro de Prisão Temporária, além de dois Mandados de Afastamentos Cautelares, todos cumpridos em Manaus. Os indiciados poderão responder pelos crimes de Peculato, Pertencimento a Organização Criminosa e Receptação, e, se condenados, poderão cumprir pena de até 19 anos de reclusão.

NOTA

A OLX informa que está sempre à disposição das autoridades para colaborar com as investigações e destaca que segurança é uma prioridade e a plataforma investe constantemente em tecnologia e serviços de orientação ao usuário, com indicação das melhores práticas de negociação, incluindo a recomendação de solicitar a nota fiscal dos produtos negociados. A plataforma esclarece ainda que disponibiliza um espaço democrático em que os usuários possam anunciar e comprar produtos e serviços de forma rápida e simples, sempre com respeito aos Termos e Condições de Uso, com negociação direta entre vendedor e comprador, sem a intermediação da plataforma. Caso o usuário perceba que nossas políticas estão sendo infringidas, contamos também com a sua denúncia para investigar anúncios irregulares e removê-los.



News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.